Aviação - EXCLUSIVO: Varig continua incentivo de 5% via GDS - Notícia - Turismo
Home

www.panrotas.com.br

EXCLUSIVO: Varig continua incentivo de 5% via GDS

- Aviação
Artur Luiz Andrade Artur Luiz Andrade
Tarcísio Gargioni, VP da Gol
Aviação , Tarcísio Gargioni, VP da Gol
Tarcísio Gargioni, VP da Gol
A Gol e a Varig iniciaram hoje o sistema de pagamento da remuneração das agências de viagens via DU (10%), mais 2% de incentivo. Segundo o vice-presidente de Marketing e Serviços da Gol, Tarcísio Gargioni, que falou com exclusividade ao Portal PANROTAS sobre o acordo assinado com a Abav, a nova forma de pagamento começou hoje e já está funcionando muito bem.

A DU é cobrada também pela Gol nas vendas via call center e lojas, as chamadas vendas assistidas. Na venda direta ao passageiro via internet, a DU não é cobrada, assim como no acordo Abav/Tam. Hoje 70% das vendas da Gol são via agências de viagens, 20% diretamente no site da empresa e 10% em lojas e pelo call center.

Um dos diferenciais do acordo da Abav com a Gol é que as vendas internacionais já estão valendo pelo novo sistema. Na Tam, ainda não há previsão para que o internacional entre no sistema DU.

A venda via GDSs continua pagando comissões de 7% e 6% (no doméstico e internacional, respectivamente), o que gera um impacto ínfimo na Gol, que tem a esmagadora maioria de suas vendas via seu portal. Mas no caso da Varig, que tem seu conteúdo distribuído via GDS, haveria uma desvantagem. Por isso, a Varig continuará pagando 5% de incentivo nas emissões via GDS, até o dia 20 de outubro (esse incentivo deveria ter terminado ontem). O dia 20 de outubro é a data em que a Gol deve lançar um portal de vendas para a Varig similar ao seu.

Leia a seguir, entrevista com Gargioni:

PORTAL PANROTAS — Por que a Gol demorou a aderir ao sistema e fechar o acordo com a Abav?
TARCÍSIO GARGIONI — Basicamente por questões técnicas. Estávamos esperando a entrada do nosso novo sistema, o New Skies. A decisãod e aderir já havia sido tomada há um ano.
PP — Por que pagar um adicional de 2%? Ele tem prazo para acabar?
GARGIONI — Não, ele não tem prazo definido, nem temos a intenção de terminar com ele. É uma forma de estimular os agentes a aderir ao novo sistema e também para compensar algumas poucas tarifas mais baixas.
PP — No caso do acordo com a Tam essas tarifas mais baixas são compensadas com uma taxa fixa de R$ 30...
GARGIONI — Temos poucas tarifas abaixo de R$ 300 e preferimos colocar o incentivo de 2%. No caso do GDS, para a venda Varig, mantivemos, até 20 de outubro, o incentivo de 5%. O novo modelo deu trabalho, mas conseguimos sair com o diferencial do incentivo de 2% e já usando o sistema de DU no internacional, o que o outro acordo não contempla.
PP — Esses meses sem usar o sistema DU tiveram um impacto negativo na venda via agências?
GARGIONI — Não. O mais importante desse sistema é a transparência. Estamos acompanhando as tendências do mercado. As agências já vinham nos solicitando isso.

LEIA MAIS SOBRE O ACORDO

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA
CLIQUE E VOTE
© PANROTAS