Aviação - Trump restringe relação com Cuba; voos seguem normais - Notícia - Turismo
Home

www.panrotas.com.br

Trump restringe relação com Cuba; voos seguem normais

- Aviação
Rodrigo Vieira Rodrigo Vieira

Dreamstime

Como prometido em campanha, o presidente norte-americano Donald Trump restringiu a relação política entre Estados Unidos e Cuba, que havia sido suavizada por seu antecessor, Barack Obama. Contudo, Trump manterá, por ora, o termo que permitia voos comerciais entre os dois países.

Ainda que tenha mantido a ligação aérea, o presidente dos EUA dificultará as viagens de norte-americanos a Cuba. A política "people-to-people", que avaliava a possibilidade de os norte-americanos embarcarem em viagens para se relacionar com o povo cubano, será eliminada.

"A ordem é que indivíduos que vão a Cuba estejam engajados em uma agenda repleta de atividades com intuito de reforçar sua interação com o povo cubano, para assegurarmos que o dinheiro gasto por nossos turistas não seja encaminhado a fins militares ou serviços de inteligência daquele país", afirmou um porta-voz da Casa Branca ao repórter do site ATW.

Isso significa que o governo Donald Trump terá de escrever, nos próximos dias, nova regulamentação a respeito do voo de norte-americanos a Cuba, e os voos agendados não serão afetados.

No segundo semestre do ano passado e no início deste ano, um total de nove companhias aéreas dos Estados Unidos lançou voos a Cuba depois de o presidente Barack Obama ter abrandado a relação entre ambas as nações e autorizado o serviço aéreo após 50 anos. Entretanto, três dessas transportadoras já deixaram de fazer o serviço.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA
CLIQUE E VOTE
© PANROTAS