Destinos - Entre templos, comida e jardins: 6 motivos para ir ao Japão - Notícia - Turismo
Home

www.panrotas.com.br

Entre templos, comida e jardins: 6 motivos para ir ao Japão

- Destinos
Leonardo Ramos Leonardo Ramos
Dreamstime
O sonho de conhecer o outro extremo do mundo. O oriente exótico, com milhares de templos espalhados nas cidades e jardins únicos, onde o silêncio e a tranquilidade reinam.

É isso que encontra quem vai para o Japão, país que alguns veem como o destino mais longínquo que podemos alcançar, mas que no ano passado bateu o recorde de visitantes estrangeiros, com mais de 24 milhões de turistas internacionais.

E não para por aí: a gastronomia pode se revelar inesperada mesmo para aqueles que acham que conhecem plenamente a culinária japonesa, e embora influenciada desde a Segunda Guerra Mundial pela “invasão” cultural do ocidente, a terra dos samurais ainda guarda boa parte dos costumes e tradições locais, revelando um novo modo de se viver para seus visitantes.

Pode ser longe, mas conheça seis motivos que tornam o Japão um destino perfeito para quem quer mergulhar em um mundo bem diferente do seu.

JARDIM JAPONÊS
Flickr/Wicker Paradise
O jardim de Kawachi, que te leva a um túnel de plantas de colorações variadas
O jardim de Kawachi, que te leva a um túnel de plantas de colorações variadas

Um dos motivos de ir ao país são os tradicionais jardins japoneses, onde se encontra o silêncio e a tranquilidade em um ambiente com água, pedras, pontes, plantas, ilhas e cascalhos. Ligado a religiões como xintoísmo, budismo e taoismo, os jardins únicos costumam fazer parte de algum templo ou palácio. Um belo exemplo é o Kawachi Fuji Gardens, em Kitakyushu, formado com arcos de glicínias, plantas com colorações magníficas que vão do roxo e lilás para o rosa e branco.

PAISAGENS EXUBERANTES
Domínio Público
O Monte Fuji durante o nascer do sol
O Monte Fuji durante o nascer do sol

Outro ponto relevante no país são as paisagens arrebatadoras, com montanhas, rios e florestas tomando o horizonte. O Monte Fuji, um vulcão ativo que é considerado a montanha mais alta do país, fornece uma visão única no nascer do sol, ao lado do lago Kawaguchi. Outro exemplo é o Hoshitoge Rice Terraces, em Tokamachi, com os tradicionais campos de arroz japoneses.

MILHARES DE TEMPLOS
Domínio Público
Templo do Pavilhão Dourado, monumento budista em Quioto
Templo do Pavilhão Dourado, monumento budista em Quioto

“A cidade dos mil templos”. Assim é chamada Quioto, capital do império japonês até meados do século 19. E a cidade faz jus ao nome, com diversos e diferentes templos podendo ser vistos em praticamente todas as ruas do destino. Um dos mais conhecidos da cidade é o Kinkaku-Ji, ou o Templo do Pavilhão Dourado, monumento budista que fica rodeado por um lago que espelha a construção. A característica, porém, não é exclusividade de lá, sendo comum em todo Japão ter templos atravessando a cidade, inclusive na gigante Tóquio, considerada a maior cidade do mundo.

A VERDADEIRA GASTRONOMIA JAPONESA
Domínio Público
Gastronomia japonesa pode ir muito além do sushi
Gastronomia japonesa pode ir muito além do sushi

O que nós conhecemos indo nos restaurantes japoneses de nosso bairro é apenas uma fração de tudo que a gastronomia do país pode oferecer: embora o sushi e sashimi sejam ícones da culinária japonesa, a comida de lá vai muito além, com diferentes tipos de legumes e macarrão com temperos regionais, que geralmente não são encontrados no lado ocidente do globo. Vá a um ryotei, tradicional restaurante japonês, e lembre-se sempre que lá não tem garfo e faca, só se come com típicos hashis.

DESCUBRA O QUE RESTOU DE HIROSHIMA
Wikicommons/Oilstreet
O Domo da Bomba Atômica, uma das poucas construções que restaram do bombardeio da Segunda Guerra Mundial
O Domo da Bomba Atômica, uma das poucas construções que restaram do bombardeio da Segunda Guerra Mundial

Um cenário que vai emocionar a maioria dos visitantes é o Parque Memorial da Paz de Hiroshima, onde fica o Domo da Bomba Atômica (ou Genbaku Dome), um dos poucos prédios que sobreviveu ao bombardeio. O museu do memorial traz ainda lembranças do que foi Hiroshima antes do primeiro ataque com bomba nuclear em um local civil, com roupas e fotografias das vítimas da explosão.

CONHEÇA CASTELOS SAMURAIS
Domínio Público
Castelo Kanazawa, planejado para suportar guerras
Castelo Kanazawa, planejado para suportar guerras

Os extintos samurais japoneses, conhecidos pela sua habilidade com katanas e pelo rígido código moral que seguiam, deixaram castelos que podem ser apreciados até hoje nas terras japonesas. É o caso do Castelo de Kanazawa, com arquitetura e estrutura preparada para guerra.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA
CLIQUE E VOTE
© PANROTAS