Eventos - La Cita 2017: Argentina tem maior delegação; Brasil é 3º - Notícia - Turismo
Home

www.panrotas.com.br

La Cita 2017: Argentina tem maior delegação; Brasil é 3º

- Eventos
Renato Machado Renato Machado
Renato Machado
Rick Still, diretor executivo do La Cita
Rick Still, diretor executivo do La Cita
ST. PETERSBURG – Na abertura do La Cita de las Americas, ao ser questionado sobre projeções e expectativas em cima da edição 2017, o criador da feira, Rick Still, afirmou que “números são as últimas coisas que queremos falar por aqui”. Dois dias e 2.797 reuniões depois, o dono do evento que promove a Flórida e outros destinos norte-americanos para o mercado latino resolveu falar – sem, no entanto, deixar de lado seu característico lado romântico.

Estiveram presentes em St. Petersburg, na costa oeste da Flórida, 449 membros de delegações vindas de 19 países. Excluindo os Estados Unidos (que na conta entra também com fornecedores), a Argentina foi o país que levou mais buyers (22), acompanhado do México (21). Líder no quesito na edição anterior, o Brasil ficou com a terceira maior delegação de buyers da feira (20 empresas). No ano passado, eram 37 companhias brasileiras.

Para Rick Still, no entanto, pouco importam dígitos e porcentagens. “O La Cita é especial, não tem a ver com números, tem a ver com pessoas e encontros de qualidade. Nós estamos verdadeiramente honrados e nos sentimos abençoados pelo sucesso que tivemos.” Still defende que “negócios são algo pessoal”. “O amor é o valor que nos faz tomar todas as nossas decisões”, complementa.

“Há sempre surpresas quando se reúne cerca de 500 pessoas em um lugar, coisas positivas e negativas. Nós queremos fazer a diferença com pessoas de atitude, positivas e engajadas. Que amam o que fazem para pessoas com quem se dão bem”, diz, ainda defendendo o quão mais fácil é trabalhar em um evento para 500 pessoas do que em um de 5 mil.

De acordo com números de Rick Still, estiveram no La Cita 113 suppliers e 108 buyers. “A relação entre compradores e fornecedores estava praticamente em um para um, isso é um recorde”, comemora. “Geralmente esse valor é de três fornecedores para cada comprador. É uma feira mais intimista e os vendedores estão lutando para encontrar compradores. A gente promove um espaço onde eles podem construir relacionamentos e fazer negócios.”

Além das 2,8 mil reuniões agendadas, Still também destacou um outro dado que, para ele, mostra como a feira é focada em, de fato, se fazer negócios. “Foram 834 appointments negados, quer dizer que um buyer ou um seller disse não, isso nos conta algo. Isso não é legal, mas é real. Não estão se juntando só para serem politicamente corretos, eles têm a opção de recusar.”

O criador do La Cita ainda destaca o conceito democrático da feira, no qual “qualquer um pode se reunir com qualquer um, seja buyer/buyer, buyer/supplier ou supplier/supplier”. Algo que é promovido por uma plataforma de reuniões que não fecha: “pelo app você pode marcar uma reunião até o último minuto de feira. É a maneira que mais fielmente reflete como o mercado funciona”, finaliza.

Portal PANROTAS viaja para o La Cita 2017 voando Avianca Brasil e com proteção April Brasil.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA
CLIQUE E VOTE
© PANROTAS