Mercado - Turismo de luxo em 2018: simplicidade, significado e sono - Notícia - Turismo
Home

www.panrotas.com.br

Turismo de luxo em 2018: simplicidade, significado e sono

- Mercado
Rodrigo Vieira Rodrigo Vieira

Rodrigo Vieira
Filip Boyen, CEO da The Small Luxury Hotels of the World
Filip Boyen, CEO da The Small Luxury Hotels of the World

CANNES (FRANÇA) - Embora as tendências no mundo do Turismo mudem mais rápido do que as próprias temporadas, a Small Luxury Hotels of the World sempre se encarrega da difícil missão de prever o que vem por aí em viagens de alto padrão. Uma dessas tendências, aliás, pode ser nova para o resto do mundo, mas para o Brasil já é bem consolidada: Portugal. Entretanto, há mais no radar do portfólio de hotéis butique independentes. Você conhece Cape Fahn? Fica na Tailândia. E South Caicos, no Caribe?

Esses são apenas destinos, e viajar envolve bem mais elementos do que isso. Existem inovações que prometem mudar a satisfação do consumidor... A seguir, o resumo de algumas dessas tendências:

1 - Deixe a extravagância de lado. "Não é de hoje que a importância da autenticidade e da simplicidade tomaram conta do mercado de Turismo", afirma o CEO do SLH, Filip Boyen, ao Portal PANROTAS. "As experiências memoráveis são o melhor souvenir." O impacto de redes sociais como Instagram já são gigantescos, e seu número de usuários deve crescer dos atuais 800 milhões para um bilhão em 2018. Isso significa mais caçadores de experiências de luxo compartilhando seus momentos como nunca antes foi visto.

2 - Jornadas com significado. Os consumidores de luxo estão definitivamente atrás de viagens espirituais, e o boom da indústria de bem-estar é uma evidência da busca pela auto-descoberta. Porém, não basta oferecer apenas spa, yoga e meditação, pois não se trata apenas de relaxamento, mas sim de renascimento, inovação, novos pensamentos. Grandes e pequenas marcas estão disputando as experiências espirituais personalizadas e os momentos de mindfulness, ou "atenção plena" dos viajantes. "Minha jornada espiritual foi mais selvagem e profunda do que a sua", é o que os consumidores de hoje querem dizer.

3 - Romances. Na necessidade de escapar das distrações digitais do dia a dia, os viajantes estão entrando no túnel do tempo, para quando a vida era mais simples. A nostalgia está mais presente do que nunca, e o desejo é simplesmente voltar (ou conhecer) um tempo em que não se passava cinco horas por dia em uma mídia digital. E a literatura é uma ótima válvula de escape para essa loucura digital.
Sugestões SLH: The Betsy South Beach (Miami); Kristiania Lech (Áustria); e Owl and de Pussycat Hotel (Sri Lanka). Propriedades baseadas em histórias e poemas clássicos.

4 - Repouso. Se há algo que ninguém bota defeito é uma boa noite de sono. Novamente, a tecnologia deprava a qualidade do repouso da maioria das pessoas, e a ausência de descanso é praticamente uma epidemia no mundo todo. Portanto, uma tendência simples e descomplicada são os hotéis que proporcionam sono para ninguém botar defeito, como o 137 Pillar Suites, em Bangcoc, onde, antes de ir à cama, o hóspede é submetido a um ritual de uma hora e meia com várias técnicas para dormir feito criança. O Hotel Ranga, localizado em uma zona rural da Islândia, é outra ótima pedida. O único motivo para ser acordado durante a noite é para admirar a Aurora Boreal. Especializada no fenômeno, a propriedade conta com um dos melhores observatórios de astrografia do mundo.

O Portal PANROTAS é media partner da ILTM, e viaja com proteção Intermac.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA
CLIQUE E VOTE
© PANROTAS