MERCADO

Startup instala academia em aeroporto nos EUA; conheça


Divulgação/Roam Fitness
Reprodução do projeto a ser implantado em Baltimore-Washington
Reprodução do projeto a ser implantado em Baltimore-Washington

A rotina de viajar de avião pode e – facilmente – muda o cronograma das pessoas, principalmente com saúde. Homens e mulheres de negócios que precisam manter a saúde se desestabilizam com o excesso de voos, atrasos e burocracias em aeroportos. Mas uma empresa está prestes a mudar essa realidade.

A startup Roam Fitness irá inaugurar neste mês, no Aeroporto Internacional de Baltimore-Washington, nos Estados Unidos, sua primeira academia. O espaço de 350 metros quadrados estará localizado estrategicamente após a área de segurança dos Terminais D e E. Os passageiros que estiverem nos Terminais A, B ou C também têm acesso, mas precisam passar pela inspeção duas vezes.

"Os viajantes de hoje estão mais cientes do que nunca sobre o estresse que viajar coloca nos seus corpos. Passageiros conscientes da saúde querem manter sua rotina saudável enquanto vão para seu próximo destinos. Em um aeroporto, é difícil para eles cuidarem de seus corpos, queimar energia e alongar suas pernas", justifica a empresa em seu site.

Ideal para passageiros à espera do voo e de eventual cancelamento, a empresa afirma que o seu centro fitness terá equipamentos de cardio, espaço para alongamento, bolas medicinais e de fisioterapia, sistema de treino TRX e equipamento para ioga. Entre as facilidades, estão incluídos serviços de chuveiro e toalha, bem como aluguel e venda de roupas para treinamento.

Para conquistar esse público, a Roam Fitness disponibiliza planos diário, mensal e anual, com preços que vão de US$ 40 a US$ 600.

Após a abertura da primeira unidade, a startup pretende expandir seus negócios em mais de 20 aeroportos, incluindo o de Nova York (JFK), Miami, Toronto, no Canadá, e fora do continente norte-americano, em Londres Heathrow.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA
CLIQUE E VOTE