Patrocinado porEste conteúdo é criado em colaboração com um dos
nossos patrocinadores.
HRS - Hotel Reservation Service
 MICE

Destino Mice Hamburgo: tradição e modernidade

Texto publicado originalmente na 4ª edição da Revista HRS: Hotel Expert, de junho de 2017.

Hamburgo, a metrópole no norte da Alemanha, está em um ritmo frenético. O sinal mais visível disso é o constante crescimento no número de hotéis, incluindo o "Westin Elbphilharmonie" e a pérola de €100 milhões, o "The Fontenay". O fato das tarifas hoteleiras ainda estarem baixas atrai um grande número de viajantes.

Hamburgo sempre foi, sem sombra de dúvida, a cidade mais bela da Alemanha. Essa cidade às margens do Rio Elba chama a atenção por diversos aspectos: lago Alster, seus pieres, mercado de peixes, catedral e o distrito Speicherstadt. Contudo, qualquer um que ainda não tenha se encantado pela segunda maior cidade da Alemanha acredita no clichê de alemães distantes e reservados e céu constantemente chuvoso.

Reprodução / Pixapay
Hamburgo tem demonstrado potencial para segmento Mice
Hamburgo tem demonstrado potencial para segmento Mice
Entretanto, os céticos estão sendo aqui informados que Hamburgo se reinventou a uma velocidade sem precedentes na última década: a Jungfernstieg voltou a ser uma avenida magnífica, a área para feiras de negócios e o centro de convenções CCH foram modernizados e ampliados, o aeroporto foi expandido, os grandes hotéis Atlantic e Vier Jahreszeiten são novamente ultra modernos. O clímax preliminar deste desenvolvimento: a inauguração tão esperada da sala de concertos Elbphilharmonie, o maior projeto de construção em uma cidade do interior da Europa, no novo distrito de Hafencity.

Como resultado, tudo isso pode ter custado à cidade de Hamburgo e ao seu Senado muito nervosismo e ainda mais dinheiro. Porém, parece ter valido a pena. A impressionante sala de concertos já está entre as melhores do mundo. De fato, os editores da revista Geo Special realmente classificaram o novo monumento como um "visível símbolo mundial da nova autoconfiança de Hamburgo".

Para os organizadores de eventos, a 'Pérola do Norte' é um destino ideal, com salas de todos os tipos e tamanhos; é difícil encontrar outro local que combine a famosa tradição e o modernismo futurista de maneira mais elegante do que Hamburgo. Quer seja na rua de entretenimento Reeperbahn ou no moderno distrito de Speicherstadt, considerado um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 2015.

Como frequentemente acontece, a indústria hoteleira é um indicador deste desenvolvimento. De acordo com a consultoria de reuniões e convenções alemã GHH Consult, o número de estabelecimentos de hospedagem em Hamburgo cresceu 35 por cento somente entre 1999 e 2015. Em contrapartida, é quase impossível quantificar o quanto isso melhorou a imagem da cidade. Para ter condições de competir com os grandes hotéis conhecidos mundialmente como o Atlantic, o Vier Jahreszeiten e o Louis C. Jacob, uma infinidade de novos hotéis está apostando no charme de prédios históricos e construções monumentais. O Sofitel am Alten Wall transformou o antigo prédio do Postbank em um hotel com design moderno, o elegante Park Hyatt agora ocupa o antigo prédio de escritórios comerciais do Kontor Levantehaus, e os hóspedes do Gastwerk são envolvidos pela arquitetura espetacular de uma antiga fábrica de gás.

Até mesmo o distrito Sternschanzenviertel perdeu sua imagem anárquica, ou pelo menos grande parte dela. Hoje, no Sternschanzenpark, o Mövenpick Hamburg recebe visitantes para a que já foi a maior torre de água da Europa, com uma fascinante integraração entre design moderno, arquitetura tradicional de tijolos e uma vista fabulosa de toda a cidade. O próprio hall de entrada é espetacular neste prédio de 60 metros de altura. Do Sternschanze (anteriormente um prédio fortificado), uma esteira rolante de 25 metros de comprimento conduz o visitante por um túnel até o saguão, diretamente abaixo de uma abóbada construída em 1910. As reuniões acontecem na construção ao lado, em um prédio de vidro de dois andares no lado sul.

Contudo, isto ainda não é suficiente para saciar o mercado de hospedagens. Como a metrópole de 1,8 milhão de residentes se tornou revigorada, não apenas o número de visitantes aumentou (somente entre 2011 e 2015 em mais de 20 por cento para 6,2 milhões), como mostra um estudo conduzido pela Fairmas. A porcentagem desses visitantes que vem para participar de um curso de treinamento, convenção ou conferência, também subiu bruscamente. Os números mais recentes do Hamburg Convention Bureau's (HCB) são de 2013. Contudo, o segmento Mice já representava um quinto de todos os pernoites (2,3 milhões) naquela época. Um detalhe interessante: de acordo com o HCB, mais de dois terços de todos os eventos (80 por cento) aconteceram em hotéis, e apenas 20 por cento em locais específicos para conferências.

EXCELÊNCIA, UMA NOVA GERAÇÃO
Em resumo, apesar das principais feiras de comércio de Hamburgo, como a Hanseboot, terem reduzido fortemente as atividades nos últimos anos, a demanda ainda
Divulgação / The Fonteney
O hotel The Fontenay
O hotel The Fontenay
existe e o entusiasmo dos investidores continua inabalável. Apenas para 2017, uma pesquisa da LB Immowert registrou 13 novos projetos de hotéis com um total de aproximadamente 2.400 quartos, especialmente nas categorias de quatro e cinco estrelas. Liderando esta corrida, com uma ampla margem, está o Grupo Marriott, na linha de partida com um hotel de cada uma das marcas Moxy, Courtyard e Residence Inn.

Desde 2015 a cadeia já havia transformado o antigo Maritim Reichshof, chamando a atenção e virando tópico de discussões. E sim, o Westin Hamburg no complexo Elbphilharmonie, que foi inaugurado oficialmente em 10 de dezembro de 2016, também começa a fazer parte da família Marriott este ano. E que hotel! Os 244 quartos do hotel estão espalhados pelos 21 andares do antigo armazém de tijolos Kaispeicher no novo prédio de vidro. Janelas panorâmicas garantem uma vista de tirar o fôlego da cidade às margens do Elba e até mesmo a viagem até lá já é um espetáculo. Da praça Platz der Deutschen Einheit, a maior esteira rolante da Europa, a "Tube", viaja por um túnel de luz e cores para emergir diretamente na praça que conecta o prédio histórico com o edifício de vidro. Deste ponto, o caminho leva ou para o saguão do hotel, para os salões de concerto ou, para aqueles que não se cansam da vista, para a plataforma de observação e passarela panorâmica. Os que vêm para conferências também ganham a vista como brinde: em uma área moderna de reuniões e banquetes com oito salas multifuncionais.

Dentre as maiores novidades de Hamburgo estão: o hotel de €100 milhões The Fontenay, construído pelo empreendedor Klaus-Michael Kühne, o Elbphilharmonie - inaugurado em janeiro deste ano - que aguarda a reunião do G20, prevista para junho.

A inauguração do Lakeside Luxury Hotel, com sua arquitetura escultural abrangendo três círculos interligados no meio do extenso Alsterpark, já está sendo considerada como a mais espetacular do ano. O gerente geral Thies Sponholz não quer apenas estabelecer novos padrões na arquitetura e localização. Ele também planeja estabelecer níveis de tarifa compatíveis com os padrões internacionais. "De todas as cidades da Alemanha, Hamburgo tem a maior ocupação, com mais de 80 por cento, mas as tarifas estão muito acessíveis," disse o hoteleiro. Portanto, ele tem este objetivo: "Pensamos nas tarifas antes de pensarmos na ocupação. Uma tarifa balcão de €350 será nosso ponto de partida".

Você não quer pagar isso? Você não precisa, pois conexões para a metrópole do norte alemão são excelentes. Atualmente, um total de 75 empresas com custo acessível conectam cerca de 120 destinos ao redor do mundo ao Aeroporto Helmut Schmidt, que fica a 20 minutos de carro do centro da cidade. E com 5,8 por cento de crescimento no número de passageiros, para cerca de 15,6 milhões em 2015, o aeroporto, conhecido localmente como "Fuhlsbüttel" em homenagem ao distrito em que está localizado, tem um dos maiores níveis de crescimento da Europa.

Viajantes Mice com agendas apertadas nem precisam sair do aeroporto. Com 14 salas de convenções e 7 para conferências, e o Centro de Conferências do Aeroporto Lilienthalhaus, o ACC Airport Conference Center está preparado para reuniões de 2 a 80 pessoas. Além disso, desde 2009, o Aeroporto de Hamburgo Radisson Blu também oferece generosas instalações para conferências.

Os organizadores certamente não precisam se preocupar em fornecer um programa de entretenimento. Desde um passeio de ida e volta ao Alster até assistir a um musical no teatro Operettenhaus no Reeperbahn, de um passeio noturno pelo distrito Speicherstadt até uma viagem de barco de pelo Porto de Hamburgo, a cidade proporciona o entretenimento certo para todos os eventos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA