INVESTIMENTOS

Costa do Sauípe fechará primeiro ano da história no azul

Renato Machado
Uma série de obras já mudaram a cara de Costa do Sauípe em 2018, após investimento de R$ 28 milhões em renovação
Uma série de obras já mudaram a cara de Costa do Sauípe em 2018, após investimento de R$ 28 milhões em renovação

Ser adquirido pelo Grupo Rio Quente, que agora é Aviva, parece ter feito bem aos negócios de Costa do Sauípe: pela primeira vez em seus 18 anos de história o complexo baiano da cidade de Mata de São João fechará o ano no azul. A dez dias para o encerramento de 2018, a previsão do grupo é que o empreendimento tenha lucro de R$ 8 milhões no ano.

Trata-se de uma melhora astronômica, ou de R$ 40 milhões, se comparar com o prejuízo de R$ 32 milhões que o resort teve em 2017. "Reforçando que é um resultado histórico por ser o primeiro ano do complexo sob controle da Aviva, principalmente por Sauípe nunca ter fechado resultado positivo anual", contou o diretor de Marketing e Vendas da empresa, Heber Garrido, ao Portal PANROTAS.

Emerson Souza

INVESTIMENTOS

Desde que adquiriu Costa do Sauípe por R$ 140 milhões em dezembro de 2017, a Aviva, que também engloba o complexo de Rio Quente (Goiás), já investiu 27 milhões no empreendimento baiano, com renovação dos apartamentos e suas 40 salas de eventos.

Mais investimentos devem acontecer nos próximos anos, como a construção de um parque aquático, previsto para ser aberto em 2021, e a reforma total do Sauípe Premium, propriedade upscale do complexo baiano, que ficará fechado para hóspedes por quatro meses em 2019.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora