DESTINOS

Conselho de Promoção Turística do México se despede na Fitur

O Conselho de Promoção Turística do México está com seus dias contados. Após declarações de membros do governo mexicano no final de 2018 que sugeriam o encerramento das atividades dos escritórios internacionais de Turismo do país, tal opção foi oficializada na virada do ano.

Agora, o CPTM se prepara para sua despedida, que será durante a próxima Fitur, em Madri, na Espanha. No Brasil, o órgão tem Diana Pomar como porta-voz. Diana, por sua vez, reitera que a atuação da CPTM no País segue normalmente e que não há nada que respalde a informação que os escritórios internacionais serão encerrados.

Marluce Balbino
Diana Pomar, diretora do CPTM no Brasil
Diana Pomar, diretora do CPTM no Brasil
A Feira Internacional de Turismo será realizada entre 23 e 27 de janeiro e, segundo informações divulgadas por um comunicado da organização de promoção turística, o pavilhão mexicano terá mais de 100 expositores, entre destinos, hotéis, associações, companhias aéreas e outros representantes da indústria.

NOVOS TRILHOS

Entre 2012 e 2017, o número de turistas internacionais no México cresceu 78,7%, levando o setor a representar 8,7% do PIB nacional com uma geração de receitas superior a US$ 21 bilhões. Porém, mesmo com números positivos, a promoção internacional foi considerada “muito cara e pouco transparente” pelo presidente Andrés Manuel López Obrador, empossado no dia 1º de dezembro.

De acordo com o presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados do México, Luis Alegre Salazar, as verbas que até então eram direcionadas ao CPTM serão transferidas, entre outras atividades, à construção do “Trem Maya”, um grande projeto proposto pelo governo recém-eleito que promete conectar sítios arqueológicos e cidades históricas nos Estados de Tabasco, Chiapas, Campeche, Yucatán e Quintana Roo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA