DESTINOS

Carnaval deve movimentar R$ 1,8 bilhão em Salvador


Divulgação/ Governo da Bahia
Destino da Bahia sentirá impacto positivo do carnaval
Destino da Bahia sentirá impacto positivo do carnaval
Os turistas deverão gastar em torno de R$ 1,8 bilhão nos oito dias no período de carnaval de Salvador, de acordo com estimativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), junto com os setores de hotelaria, bares e restaurantes.

Quem costuma desembolsar mais no período são os turistas de outros Estados brasileiros, numa média de R$ 5 mil por pessoa, seguido dos estrangeiros, com R$ 3,3 mil e, enfim, os baianos, com R$ 1,8 mil durante a folia. Os números apontam para um crescimento de 3,3% na movimentação econômica, em relação ao ano passado.

HOTELARIA E COMÉRCIO

A expectativa dos hotéis é uma taxa de ocupação de 98%, sendo 100% nos estabelecimentos próximos aos circuitos do carnaval. Também é esperada a presença de visitantes que se hospedam em casas de parentes e aqueles que alugam imóveis para a temporada.

"Nosso acompanhamento periódico nos leva a crer que teremos um Carnaval com muita gente na rua. Em 2018, todo o trabalho envolvendo montagem e desmontagem de estruturas, ações durante a festa e tudo que é feito após a folia, foi responsável pela geração de 250 mil empregos, média que pretendemos manter este ano", comenta o secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco.

O setor de comercialização de alimentos e bebidas prevê aumento nas vendas de 8% a 10% em relação ao ano passado, segundo o presidente executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Luiz Henrique do Amaral.

"Durante o Carnaval, o segmento de bares e restaurantes contempla situações distintas em Salvador. Enquanto alguns comerciantes têm atividades limitadas, outros, mais integrados aos circuitos da folia e sem impedimento de localização e funcionamento, faturam de maneira expressiva, proporcionando saldo positivo para toda a cadeia produtiva”, afirma.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA