Grupo Flytour deve fechar 2018 com R$ 6,2 bilhões em vendas | Distribuição | PANROTAS
DISTRIBUIÇÃO

Grupo Flytour deve fechar 2018 com R$ 6,2 bilhões em vendas


Emerson Souza
Christiano Oliveira, CEO do Grupo Flytour
Christiano Oliveira, CEO do Grupo Flytour
Em um ano difícil, marcado por eleições, câmbio desgovernado, greve dos caminhoneiros e incertezas econômicas e políticas, o Grupo Flytour deve crescer R$ 500 milhões em relação a 2017, cerca de 10%, chegando a R$ 6,2 bilhões. Segundo o CEO do grupo, Christiano Oliveira, o resultado repete a performance de 2017 (sobre 2016).

A Flytour MMT Viagens, operadora do grupo, que anunciou troca de comando hoje, não crescerá este ano. “Como o doméstico aumentou muito, chegando a 70%, o tíquete médio acabou caindo. Em número de passageiros devemos empatar, mas em faturamento será um pouco menor. Mas já notamos recuperação do internacional no período pós-eleições”, informou ao Portal PANROTAS.

Segundo ele, a rede de franquias da Flytour (102 lojas no total) baterá R$ 1 bilhão em vendas pela primeira vez, e a consolidadora Flytour Gapnet chegará a R$ 2,3 bilhões (aumento de 10% sobre 2017). “Conseguimos chegar à meta do ano, capturando mais share no mercado e estamos prontos para 2019”, afirmou.

Sobre a mudança na Flytour MMT, Christiano Oliveira se diz tranquilo: “foi um processo natural (a saída de Michael Barkoczy) e harmonioso, o projeto da operadora é um sucesso e estamos felizes em termos o Fábio Oliveira dando continuidade, já que ele sabe muito bem dos desafios de uma agência de viagens e entende muito de mercado, gestão e relacionamento com o trade e os clientes”.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA