OPERADORAS

Schultz registra faturamento 11% maior ao de 2017

A Schultz fechou 2018 com faturamento de R$ 154 milhões, número que é 11% superior ao registrado no ano anterior. Em 2017, o grupo faturou um total de R$ 139 milhões, incluindo a Schultz Operadora, a TZ Viagens, a Vital Card, a Schultz Vistos Consulares, a TZ Seguros e a TZ Systems.

A Schultz Operadora se mantém como o maior negócio da companhia, representando 52% do faturamento. No total, 37,5 mil passageiros foram embarcados em 2018. Já a Vital Card foi responsável por 34% dos negócios, enquanto a Schultz Vistos somou 12% das operações do ano.

Marcel Buono
Aroldo Schultz, presidente da Schultz, durante a 12ª convenção do grupo, em Maceió
Aroldo Schultz, presidente da Schultz, durante a 12ª convenção do grupo, em Maceió
“Acreditamos no mercado turístico e estamos confiantes na retomada do setor, sempre atentos a novas opções diferenciadas para o turista. Neste ano, apesar da nossa tradição em roteiros para a América do Norte e Europa, teremos uma presença forte na América do Sul, especificamente no Chile, Peru e Argentina”, disse a diretora da Schultz, Ana Santana.

Durante o período, a TZ Systems, empresa de tecnologia lançada no segundo semestre do ano passado, teve destaque, mostrando crescimento contínuo ao longo de 2018.

“A TZ Systems nasceu da experiência das empresas Schultz, atuando em diversos segmentos e sempre utilizando tecnologias de ponta para atender sua rede de clientes. Atualmente, a empresa atende a agências de viagens de todo o Brasil, disponibilizando a solução P.O.T.A. (Personal Online Travel Agency), que possibilita a personalização da página do agente de viagens e um melhor custo benefício do mercado”, disse o presidente da Schultz, Aroldo Schultz.

Hoje em dia, a Schultz soma seis unidades próprias no Brasil, em Curitiba, Caxias do Sul (RS), Porto Alegre, Santos (SP), São Paulo, Campinas (SP) e Niterói (RJ), além de escritório em Lisboa, em Portugal.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA