PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Jovens pesquisam viagens em agências, mas compram sozinhos

|


Flickr/ State Farm
Jovens nascidos até 1997 fazem de 2 a 3 viagens curtas a lazer por ano
Jovens nascidos até 1997 fazem de 2 a 3 viagens curtas a lazer por ano


O que os jovens adultos da geração Z (nascidos a partir de 1997), procuram em suas viagens e como gerenciam os gastos de seus roteiros? É o que diz uma pesquisa realizada pela consultora de Turismo Mapie com patrocínio da Gol — afinal, a companhia aérea foi fundada em 2001.


AMANTES DA TECNOLOGIA

Os 410 viajantes brasileiros que responderam as questões, em geral, fazem de duas a três viagens curtas a lazer por ano para o litoral e destinos regionais. O maior desafio para os profissionais do Turismo, em especial os agentes de viagens, é como atrair essas pessoas para seus produtos e serviços, já que eles usam as agências tradicionais para fazer pesquisas, mas preferem comprar on-line, de forma independente.


A proximidade com a tecnologia reflete nos costumes desses viajantes — 60,24% compartilham fotos das paisagens nas redes sociais. O cartão de embarque de 40,49% deles, por exemplo, é apresentado no celular. Os aplicativos de agências de viagem são acessados por 32,68% e 30,73% preferem ser atendidos por mensagens. Apesar de estarem sempre on-line, são pessoas que viajam para desconectar-se e relaxar com parceiros e amigos.


“É uma geração que gosta de viajar. Por ainda não terem renda suficiente, são cuidadosos nas suas escolhas, planejam com antecedências e buscam melhor preço e promoções”, comenta a sócia-diretora da Mapie e pesquisadora líder do projeto, Carolina Sass de Haro.

G-Stockstudio/Shutterstock
Cerca de 86,34% pesquisam preços em 2 a 4 sites antes de fazer suas reservas de viagem
Cerca de 86,34% pesquisam preços em 2 a 4 sites antes de fazer suas reservas de viagem

CUSTO-BENEFÍCIO

Os custos também são uma questão relevante para este público, que gasta menos que as gerações anteriores: R$ 750 em uma viagem, contra R$ 3 mil dos millennials. Eles escolhem os destinos que querem conhecer, e, por isso, planejam as compras com antecedência de três meses em busca de preços baixos. Antes de fazer as reservas, 86,34% acessam de dois a quatro sites ou aplicativos para comparar os valores, procurar promoções (57,56%) e ver os comentários de outros clientes (62,20%).


Quando se trata de passagens aéreas, 84,51% deles procura o melhor preço, 69,1% facilidade ao reservar e comprar, 65,26% possibilidade de parcelar, 64,79% qualidade do serviço de bordo e 63,38% despacho de bagagem gratuito.


Divulgação
Apesar de 90,09% dos jovens pesquisar viagens em operadoras e agências, apenas 21,98% fecha as compras
Apesar de 90,09% dos jovens pesquisar viagens em operadoras e agências, apenas 21,98% fecha as compras

MEIOS DE HOSPEDAGEM

Os meios de hospedagem são definidos conforme o estilo da viagem, companhia e objetivo, mas é certo que grande parte dos jovens prefere experiências autênticas e não associadas ao turismo de massa. Hospedagens alternativas de bom custo-benefício, por exemplo, são buscadas por 36,34% das pessoas dessa faixa etária. Cerca de 19,2% escolhem essa opção por considerá-la a mais fácil de reservar e comprar, e 16,59% porque oferece mais liberdade e privacidade.


VIAGENS A TRABALHO

Apesar de as viagens de lazer serem o nicho principal (86,59% viajaram nos últimos 12 meses), as viagens a trabalho também estão começando a fazer parte da vida desses jovens (35,12%). A tendência bleisure, inclusive, faz sucesso entre eles: 22,44% uniram os compromissos profissionais aos momentos de descontração.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA