Azul adianta uso de ATR para 1º/3 e em novas rotas | Aeroportos | PANROTAS
AEROPORTOS

Azul adianta uso de ATR para 1º/3 e em novas rotas

Netto Moreira
Na home, David Neeleman segura dois modelos de ATR; acima, ele com o vice-presidente comercial Trey Urbahn e o presidente Pedro Janot (à esq.) e o comandante e vice-presidente técnico e operacional da Azul, Miguel Dau
A Azul decidiu antecipar o início do uso dos equipamentos ATR, que são ideais para pistas curtas. Com isso, a partir de 1º de março, entram em operação três ATR 72-200, arrendados pela companhia, que ligarão Campinas (Viracopos) a Ribeirão Preto e a São José do Rio Preto, duas cidades que se destacam no interior paulista. Serão cinco frequências por dia, de segunda a sexta, e três aos sábados e domingos.

Cada aeronave atuará em uma das rotas e a terceira ficará de reserva técnica, segundo anunciaram os executivos da empresa agora há pouco em coletiva de imprensa no Maksoud Plaza, em São Paulo. Os equipamentos estão configurados com 70 assentos e já na próxima semana deverão ser anunciadas as tarifas dos trechos que, segundo o presidente da companhia, Pedro Janot, serão “bastante competitivas”.

O fundador e presidente do Conselho Administrativo da Azul, David Neeleman, informou ainda que os ATR estão “novinhos em folha”, pois pertencem à própria fábrica europeia e foram totalmente renovados. O valor do aluguel não foi revelado.

Até o fim do ano, a aérea já pretende estar atendendo outras 18 cidades com o equipamento, uma vez que também adquiriu 40 ATR 72-600, que começam a chegar em julho.

Questionado se o projeto de antecipação seria para fazer uma frente à Gol, que firmou acordos com a Noar e Passaredo – companhias que operam com aviões menores que os Boeing –, o diretor de Marketing da Azul, Gianfranco Beting, o Panda, respondeu negativamente. “Não se trata de uma ação reativa, mas, sim, de uma ação ativa e coordenada. O David Neeleman pensou na antecipação desse projeto dos ATR no primeiro semestre do ano passado”, explicou Panda.


*Fonte: Alterado às 16h27

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA