Embraer cai 14% em jatos executivos, mas vê 2018 otimista | Empresas | PANROTAS
EMPRESAS

Embraer cai 14% em jatos executivos, mas vê 2018 otimista

Embraer
Embraer entregou 72 aeronaves Phenom e 37 unidades Legacy e Lineage durante o ano passado
Embraer entregou 72 aeronaves Phenom e 37 unidades Legacy e Lineage durante o ano passado
A baixa de 14% na receita da divisão de jatos executivos na Embraer ao longo de 2017 mostra que esse mercado esteve sob "grande pressão", segundo o CEO da montadora, Paulo Cesar de Souza e Silva. Para este ano, porém, a expectativa é de crescimento mesmo diante de uma previsão de estabilidade da indústria.

Esse otimismo é justificado por três pontos cruciais para o mercado de aviação, segundo o executivo. A primeira, e talvez a principal delas, é a diminuição nas aquisições de aeronaves usadas, o que aumenta a busca por novos modelos. Em seguida vem uma reforma favorável das taxas nos Estados Unidos, onde acontece parte da produção, e a recuperação econômica do Brasil, que também contribui para levantar os negócios da empresa em geral.

A divisão de jatos da empresa terminou 2017 com receitas próximas a US$ 1,5 bilhão ao concluir a entrega de 109 aeronaves, sendo 72 Phenom 100/300 e 37 unidades divididas entre Legacy 450/500/650s e Lineage 1000Es. O resultado é 14% menor do que o totalizado no ano anterior, com oito entregas a menos.

Já para 2018, a Embraer visa alcançar um valor entre US$ 1,3 e US$ 1,5 bilhão em receitas para a divisão, com uma previsão de 105 a 125 entregas de aeronaves ao longo do ano.


*Fonte: Flight Global

conteúdo original: http://bit.ly/2tP3oWM
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA