Ao Lide, ministro propõe legalização do jogo no Brasil | Economia e Política | PANROTAS
ECONOMIA E POLÍTICA

Ao Lide, ministro propõe legalização do jogo no Brasil

Netto Moreira
O ministro do Turismo, Henrique Alves, durante pronunciamento no encontro de empresário Lide
O ministro do Turismo, Henrique Alves, e o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, foram os convidados do almoço-debate promovido hoje pelo Lide, na capital paulista. Liderado pelo empresário João Doria Jr., o evento teve como ponto alto a polêmica proposta de Alves em iniciar um debate sobre a legalização do jogo no País, o que, segundo ele, seria mais uma arma na batalha contra o baixo desempenho da indústria frente ao mercado internacional.

“Essa é uma proposta de minha autoria e gostaria de transformar em um debate ético. Dos 194 países que fazem parte da ONU, 165 permitem o funcionamento desses estabelecimentos. Estamos enquadrados em um grupo de rejeição formado, basicamente, por países com cultura árabe/religião muçulmana. Agora eu pergunto: o que estamos fazendo lá? Me respondam, porque eu não sei, sinceramente”, argumentou o mandatário, valorizando, por outro lado, a proibição de funcionamento dos bingos em território nacional, oficializada em 2000.

O estudo de caso exposto pelo ministro é do resort Conrad Punta del Este Resort & Casino, no Uruguai, conhecido justamente por ser um ambiente propício para os amantes dos jogos de tabuleiro e cartas. “Eu sei que é um assunto polêmico, mas devemos iniciar esse debate. No Conrad, o principal visitante é o brasileiro. Por que não podemos aproveitar esse interesse do público e reverter em bons negócios para a iniciativa privada brasileira?”, questionou Henrique Alves.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA