Gol unifica empresas mas mantém marcas Gol e Varig | Aeroportos | PANROTAS
AEROPORTOS

Gol unifica empresas mas mantém marcas Gol e Varig

A Gol Linhas Aéreas Inteligentes (a "Gol", companhia aberta, C.N.P.J. n.º 06.164.253/0001-87, N.I.R.E. 35.300.314.441, Bovespa: GOLL4 e NYSE: GOL), holding controladora das companhias aéreas brasileiras Gol Transportes Aéreos S.A.("GTA") e VRG Linhas Aéreas S.A. ("VRG", nascida da compra da Varig), anunciou esta noite que submeteu à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pedido de autorização para reestruturação societária de suas subsidiárias GTA e VRG ("Reorganização"), com vistas a reuni-las em uma única companhia aérea (a "Companhia Aérea").

A aquisição da VRG pela GTI S.A., uma subsidiária integral da Gol, foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em 25 de junho de 2008. A Reorganização, segundo a Gol, visa otimizar a estrutura operacional do grupo, e proporcionará maior eficiência na prestação de serviços de transporte aéreo, "pois será possível integrar as operações da GTA e da VRG, explorar sinergias e ampliar e melhorar a oferta de serviços aos clientes", segundo palavras do comunicado oficial da companhia.

A Reorganização simplificará a estrutura societária das subsidiárias da Gol, maximizando sua eficiência administrativa, otimizando as receitas e reduzindo custos financeiros e operacionais, além da obtenção de maior flexibilidade operacional.

Com a Reorganização, a Companhia Aérea (união de Gol e Varig) assumiria os direitos e obrigações de titularidade da VRG e GTA, sendo que as marcas "Gol" e "Varig" seriam mantidas, segundo o projeto apresentado à Anac.

A efetiva consumação da Reorganização depende da autorização da Anac, nos termos do artigo Art. 186. do Código Brasileiro de Aeronáutica e de outras condições precedentes. A Gol diz que informará seus acionistas e o mercado em geral, na medida em que for concedida a aprovação da Anac e for consumada a Reorganização.

A companhia não explicou no comunicado detalhes da Reorganização, como, por exemplo, se haverá uma equipe apenas operacional, comercial, de marketing e outros setores, e se haverá redução ou aumento de funcionários, freqüências e bases operacionais.


*Fonte: Nota com modificação na data (originalmente publicada às 22h do dia 30); foto alterada a pedido da Gol às 18h44

Leia Também
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA