AVIAÇÃO

Conheça o Voebiz, programa de fidelidade da Gol para as PMEs

Foi apresentado hoje ao setor de Turismo o Voebiz, programa de fidelidade para as pequenas e médias empresas da Gol Linhas Aéreas. Segundo a aérea, produto levou um pouco mais de um ano para ficar pronto.

Com números expressivos, o mercado de voos das PMEs representa R$ 8,8 bilhões, com 313 mil empresas. Nele, 71% está concentrado em 47 mil empresas que fazem quatro ou mais viagens por mês. “Queremos atender o cliente corporativo com diferenciais que os concorrentes não têm”, explica o vice-presidente de Vendas e Marketing, Eduardo Bernardes.

Marluce Balbino
A equipe da Gol: Rogério Guerra, Juliane Castiglione e Eduardo Bernardes
A equipe da Gol: Rogério Guerra, Juliane Castiglione e Eduardo Bernardes

A companhia pegou os programas de suas parceiras – Delta, Air France e KLM – como exemplos, fez os ajustes para atender o Brasil e lançou, de forma discreta, em novembro de 2016. Desde então, mesmo com pouca divulgação, conta com mais de mil empresas cadastradas. Agora, chegou o momento de comunicar ao trade.

Para tornar-se um cliente Voebiz, é necessário apenas ser uma empresa de pequeno ou médio portes, com CNPJ ativo, e não ter, até o momento do cadastro, nenhum tipo de contrato corporativo com a Gol. “Nosso foco são companhias com faturamento de até R$ 500 mil, mas também atenderemos àquelas com uma receita maior”, conta o diretor comercial, Rogério Guerra.

O programa foi criado para ser uma ferramenta simples. O interessado, seja uma agência corporativa, consolidadora ou OTA, cadastra-se no site, sem custo de adesão. Ele recebe um código Voebiz, que deve ser cadastrado no momento da compra da passagem de seu cliente. Cada R$ 1 pago corresponde a uma determinada quantidade de pontos, de acordo com a família da tarifa. Na executiva, receberá cinco pontos; na premium, quatro; flexível, três; programada, dois; e, na promocional, um.

No site, é possível acompanhar todo o histórico de viagens e o saldo e extrato de pontos. Apenas um administrador da conta tem acesso ao portal e o resgate das passagens precisa ser confirmado por meio de um token, garantindo, assim, segurança no processo. As tarifas são pagas com as milhas, mas as taxas necessitam ser pagas em valor monetário.

Marluce Balbino
O vice-presidente de Vendas e Marketing, Eduardo Bernardes
O vice-presidente de Vendas e Marketing, Eduardo Bernardes

A fidelização oferece duas categorias. Atingindo a superior, o participante pode ter 5% de desconto na compra de passagens, além dos pontos que acumulará. Eles, por sua vez, são creditados em até cinco dias após a viagem e têm validade de 24 meses. É interessante destacar que os voos operados pelas linhas áreas parceiras, adquiridos nos canais da Gol, também são elegíveis ao acúmulo de pontos.

De acordo com a gerente de Estratégia Comercial e responsável pela condução do projeto, Juliane Castiglione, o grande diferencial do programa é o fato de tanto o viajante quanto a empresa resgatarem pontos. “O Voebiz é independente do Smiles. Quem pontua é a corporação, mas o cadastrado da Smiles também faz milhas. Os pontos podem ser trocados por voos domésticos da Gol e, em breve, trabalharemos com a troca entre as parceiras.“

A ideia da iniciativa é levar até o empresário o mesmo benefício que a pessoa física recebe. O objetivo da Gol é atingir 47 mil PMEs. “Estabelecemos uma meta mensal de cadastramento e estamos tendo um resultado acima do esperado”, finalizou Bernardes.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA