AVIAÇÃO

British terá assentos não reclináveis para ampliar capacidade

British Airways
A British Airways confirmou nesta semana que instalará assentos não reclináveis para voos de curta distância, de até quatro horas de duração. A informação foi confirmada por um porta-voz da aérea ao site Telegraph.

De acordo com a reportagem, a decisão segue uma tendência da British de seguir os passos de operadoras de baixo custo, buscando uma ampliação da capacidade de assentos e diminuição das tarifas ao reduzir o espaço ocupado por cada um - no ano passado, a British já diminuiu o espaço para as pernas entre os assentos em algumas aeronaves, possibilitando acrescentar duas fileiras no seu interior.

A aérea britânica deve instalar os assentos não reclináveis em seus 35 novos A320neos e A321neos, que devem entrar em serviço neste ano. Eles serão fixados em uma "inclinação suave", mas a impossibilidade de reclinar o assento deve impedir que passageiros ocupem o espaço daqueles sentados na fileira de trás.

Segundo o porta-voz da aérea, "as novas aeronaves terão novos assentos ajustados em uma reclinação suave, para garantir que todos na cabine desfrutem de uma viagem confortável". Além disso, "essas mudanças também permitirão oferecer tarifas mais baixas aos clientes".

Segundo o site britânico, em janeiro do ano passado a British já havia deixado de fornecer alimentos e bebidas gratuitas para classe econômica em voos de curta distância. Os passageiros devem, em vez disso, comprar refeições dos comissários de bordo, como já acontecia em aéreas low cost como Easyjet e Ryanair.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA