Movida

Bruno Hazov   |   26/02/2024 08:15

Governo do Alagoas anuncia R$ 68 milhões em incentivos fiscais

Onze empresas serão contempladas com investimento, incluindo a Mais Empreendimentos Hoteleiros


Secom Alagoas
Decretos de concessão de incentivos fiscais foram assinados na última quarta-feira (21)
Decretos de concessão de incentivos fiscais foram assinados na última quarta-feira (21)
O Governo do Estado do Alagoas anunciou um investimento de R$ 68 milhões em incentivos fiscais para 11 empresas nos setores de comércio e serviços. O benefício deve gerar mais de 2,7 mil empregos, segundo o governo do Estado. Entre as empresas, constam empreendimentos turísticos, como a Mais Empreendimentos Hoteleiros.

O decretos de concessão de incentivos fiscais foram assinados pelo governador Paulo Dantas na última quarta-feira (21) e serão repassados por meio do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico do Estado de Alagoas (Conedes), através do Programa de Desenvolvimento Integrado, o Prodesin, que passou a oferecer uma redução de 92% no pagamento do ICMS.

“O benefício é mais uma ação do Governo de Alagoas que tem investido em infraestrutura, segurança, saúde, educação, Turismo, tecnologia e inovação, moradias, saneamento básico, energias renováveis e acesso a créditos. Todos esses investimentos trazem retornos para o Estado e para os alagoanos. Alagoas se tornou um Estado confiável, para receber investimentos privados; seguro para receber turistas, exemplo na área educacional e um dos que mais cresceu economicamente”

Paulo Dantas, Governador de Alagoas

Geração de empregos

O governo do Estado de Alagoas informou que, em 2023, o Conedes gerou investimentos de cerca de R$ 254 milhões, com mais de 7.6 mil empregos diretos e indiretos, e que este ano a meta é dobrar esses números. Dos mais de 2,7 mil empregos esperados, 560 deverão ser de empregos diretos, enquanto que 2,2 mil serão de vagas indiretas.

Além do governador, estiveram presentes na cerimônia de assinatura os secretários Felipe Cordeiro (Gabinete Civil) e Lucas Canuto (executivo do Conedes), representantes da Sefaz. As empresas beneficiadas foram a Mais Empreendimentos Hoteleiros, Pindorama, Levedura Seca, BBA Nordeste, Indústria de Containers Flexíveis, Nordeste Móveis, Indústria de Perfilados de Aço e Metal (IPAM), Tambaqui, El Eyon, Indústria de Persianas e de Cortina, Sabá Brasil e Copra Indústria e Comércio.

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias