Aeroporto de São Francisco inaugura terminal em homenagem a líder LGBTQ

|


Divulgação
Terminal possui o nome de Terminal Harvey Milk
Terminal possui o nome de Terminal Harvey Milk
O Aeroporto Internacional de São Francisco, nos Estados Unidos, inaugura nesta semana o Harvey Milk Terminal 1, o primeiro terminal de aeroporto com o nome de um membro da comunidade LGBTQ+ no mundo, que custou R$ 8,9 bilhões. As áreas de embarque têm 2.134 lugares e 34 tipos de assentos, incluindo cadeiras de couro, plástico, metal e tecido, além de sofás e banquetas.

Harvey Milk foi o primeiro funcionário público abertamente gay eleito na Califórnia. Ele serviu no Conselho de Autoridades de São Francisco por 11 meses, antes de ser assassinado com o Prefeito George Moscone, em 1978.

Divulgação
Exposição no aeroporto fala sobre a vida do ícone LGBTQ+
Exposição no aeroporto fala sobre a vida do ícone LGBTQ+
"O Harvey Milk Terminal 1 estabelece um novo marco para a experiência no aeroporto e serve como um tributo à vida e ao legado de um líder pioneiro dos direitos civis. Para milhões de pessoas em todo o mundo, o SFO é a primeira impressão da Área da Baía de São Francisco, e o terminal mostra o que torna a nossa região excelente: um espírito de inovação, foco no meio ambiente e, o mais importante, um compromisso com a diversidade, igualdade e inclusão”, afirma o diretor do aeroporto, Ivan Satero.

EXPOSIÇÃO
O destaque do novo terminal é a exposição Harvey Milk: Messenger of Hope, homenageando o líder dos direitos civis e seu impacto nos direitos LGBTQ+. Com quase 120 metros, a exposição inclui 100 imagens ampliadas de Milk, incluindo artes e lembranças.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA