Karina Cedeño   |   09/05/2023 14:33   |   Atualizada em 09/05/2023 17:20

Caso American no NDC: estratégia diferente ou gap de mercado?

Crítica às companhias aéreas por sua atuação no novo padrão da Iata gerou debate na reunião do TMG

PANROTAS / Filip Calixto
A reunião do TMG reuniu diversos players para falar sobre o NDC
A reunião do TMG reuniu diversos players para falar sobre o NDC
O NDC foi tema de destaque da reunião do TMG realizada hoje (9) em São Paulo. Na ocasião, o gestor de viagens da Accenture na América Latina, Ronaldo Linares, citou o fato de as companhias aéreas estarem recebendo duras críticas por sua atuação no NDC, com destaque para o caso das tarifas da American.

“O mercado transmite a ideia de que está tudo maravilhoso no NDC, mas a verdade é que as companhias aéreas estão recebendo duras críticas por sua falta de preparo com o novo sistema. Exemplo disso é a questão das tarifas da American Airlines. Diante desse fato, fica a questão: o que está diferente? É a estratégia ou tem algum gap que não estamos entendendo?”, questionou Ronaldo.

O gerente de Vendas da Latam, Daniel Almeida, se posicionou. “Se eu disser que o NDC trará economia de ‘x por cento’ nas tarifas estarei sendo leviano. A estratégia da Latam no NDC, por exemplo, é garantir competitividade de custo com outros players no Brasil. Buscamos equilibrar o custo e imagino que a American também tenha os pontos dela para seguir determinada estratégia no NDC”, comenta Almeida.

"Estamos pegando muito o burburinho dos Estados Unidos. Lá, de fato, está acontecendo isso com a American, a questão da discrepância nas tarifas do NDC, mas é uma estratégia que ainda está sendo observada pelo mercado, inclusive por outras companhias como Delta e United, por exemplo. Elas estão observando para tomar suas decisões. É importante lembrar que o NDC não é um novo modelo de compras, mas sim uma padronização de integrações. E é natural que aconteçam gaps como este no mercado, pois ele está mudando de direção", destaca o CEO da Kontik, Fernando Vasconcellos.

"Há estratégias diferentes por parte das companhias aéreas. Muitas delas chegam a um acordo com o GDS para disponibilizar o NDC via canal direto, enquanto algumas também disponibilizam o pipe do NDC por meio do GDS. A estratégia de cada uma está relacionada com as negociações", complementa a diretora de Vendas e Gestão de Contas do Sabre, Karina Fioranelli.

Tópicos relacionados