Aérea de carga lança voos charter e investirá em turismo de luxo | Empresas | PANROTAS
EMPRESAS

Aérea de carga lança voos charter e investirá em turismo de luxo

Divulgação Sideral
Companhia conta com 18 aeronaves B737, sendo três disponíveis para fretamento
Companhia conta com 18 aeronaves B737, sendo três disponíveis para fretamento

De transporte de carga para voos fretados de luxo, a companhia brasileira Sideral, baseada na cidade de Curitiba, voltou-se de vez para o mercado de Turismo na aviação.

A migração do estilo de negócio começou em dezembro do ano passado, quando solicitou para a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovação para realizar o transporte de passageiros. A sinalização positiva veio em janeiro, mas a estreia da aérea no segmento viria apenas em maio, quando transportou a equipe do time de futebol Atlético Paranaense, localizado em sua cidade natal, para Rosário, na Argentina.

Nesse momento, quase que "sem querer", seu principal nicho de mercado foi descoberto. Corinthians, Cruzeiro, Vasco e Grêmio já confiaram na Sideral para transportar suas equipes e comissões desde então, com Santos e outros clubes com negócio fechado para os próximos meses.

"Não esperávamos, na verdade. Criamos esse novo segmento de mercado na empresa, e a demanda que surgiu mais forte foi a de futebol", explicou o diretor de Comunicação da empresa, Samuel Pezzini.

"E faz sentido, os benefícios de nossos voos fretados se adequam muito ao que as equipes profissionais precisam: decolagem a qualquer horário, já que temos uma aeronave 100% dedicada a isso; alimentação personalizada de acordo com o que manda o nutricionista dos clubes, e ainda um sistema de entretenimento semelhante ao das grandes companhias, que estará ligado ao wi-fi dos aviões com filmes, músicas e outros atrativos e deve ser instalado em breve".

Hoje, das 18 aeronaves da companhia, todas Boeing 737, três podem ser fretadas para voos de passageiros, comportando de 142 a 144 passageiros. Uma delas é utilizada exclusivamente para o novo segmento, enquanto as duas demais mantém-se no transporte de carga, mas pode ser convertido para uma aeronave de passageiros com a colocação os assentos, processo chamado Quick Change e que leva em torno de 50 minutos.

RESORTS, OPERADORAS E TURISMO DE LUXO


Divulgação Sideral
Com aquisição de aeronave da Fórmula 1, aérea quer entrar no segmento de transporte de luxo
Com aquisição de aeronave da Fórmula 1, aérea quer entrar no segmento de transporte de luxo

Com o transporte de equipes de futebol sustentando o novo negócio, o objetivo agora é amplificar sua atuação para outros segmentos de Turismo. A começar pelos resorts brasileiros: acordos estariam sendo costurados com alguns deles (nomes não foram revelados por questões contratuais) para oferecer voos fretados no transporte de grupos grandes para o destino, produto que seria fechado em um pacote conjunto com o empreendimento.

Operadoras também estão na mira, com negócio fechado para voos ao Uruguai e Argentina marcados para junho e julho do ano que vem - passagens ainda devem ser comercializadas pelas agências ligadas à operadora, também não revelada.

Mas o grande investimento recente da Sideral é voltado para um nicho específico: o mercado de luxo. A companhia adquiriu recentemente um Boeing 737-500 Vip. O modelo era anteriormente utilizado pela Fórmula 1, e é totalmente equipado com comodidades de categoria executiva - o que faz com que ela tenha apenas 52 assentos, mesmo tendo um tamanho próximo das demais aeronaves.


Divulgação Sideral
Com mesmo tamanho das demais B737, nova aeronave conta com apenas 52 assentos de categoria executiva
Com mesmo tamanho das demais B737, nova aeronave conta com apenas 52 assentos de categoria executiva

"Claro que ela será usada também para equipes esportivas, elas dificilmente transportam mais de 50 pessoas entre jogadores e comissão técnica, e podem se valer do maior conforto em voos mais longos, já que os assentos alcançam quase 120 graus de inclinação", explica Samuel Pezzini. "Mas com a chegada da nova aeronave queremos buscar parceiros voltados para o mercado de luxo, seja hotéis ou operadoras especializadas, para começar a investir no transporte de alto padrão", finaliza o diretor de Comunicação da empresa.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA