EMPRESAS

Embraer abre exposição em GRU para comemorar 50 anos; fotos

Divulgação Embraer
Instalação artística conta com obra em alumínio que recria três flores dente-de-leão a partir de 480 maquetes brancas do Bandeirante, primeiro avião da Embraer
Instalação artística conta com obra em alumínio que recria três flores dente-de-leão a partir de 480 maquetes brancas do Bandeirante, primeiro avião da Embraer

O Instituto Embraer inaugurou nesta semana a instalação artística nomeada "O Primeiro Sopro", no terminal 3 do aeroporto de Guarulhos. O objetivo é celebrar os 50 anos do avião que marcou o início da história da maior fabricante de aeronaves brasileira: o Bandeirante, ou apenas EMB-110.

Com quatro metros de altura e quase cinco de largura, a instalação tem como intuito contar, de maneira lúdica, a história da inserção do Brasil em uma posição de destaque na indústria aeronáutica global, resultante da criação da Embraer e de sua primeira aeronave, contou a diretora e superintendente do Instituto Embraer, Rosana Aguiar. A obra estará exposta até fevereiro de 2019 na área de check-in do terminal, onde o aeroporto estima que passam 100 mil pessoas diariamente.

“O Bandeirante é mais que uma aeronave, é a expressão do talento do nosso povo, ao unir criatividade, ousadia e competência técnica, abrindo caminho para o desenvolvimento da Embraer e da indústria aeronáutica brasileira", declarou Rosana.

Para passar a mensagem, os dois artistas Marko Brajovic e Carmela Rochaem criaram uma escultura de alumínio que recria três flores dente-de-leão a partir de 480 maquetes brancas do Bandeirante. “O voo inaugural do Bandeirante foi o primeiro sopro dado para que a indústria aeronáutica brasileira se proliferasse pelo mundo, assim como um dente-de-leão espalha suas sementes pelo ar. Por isso a escolha dessa flor, que desperta memórias afetivas da infância relacionados ao sopro de um dente-de-leão”, explica Brajovic.

Os viajantes que passarem pelo Aeroporto de Guarulhos no período da exposição poderão tirar fotos com as miniaturas dos aviões Bandeirante em tablets equipados com tecnologia de realidade aumentada, disponibilizados pela Embraer.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA