Airbus anuncia medidas para reforçar liquidez em meio à covid-19

|

A Airbus acaba de anunciar medidas para reforçar sua liquidez e balanço em resposta à pandemia de covid-19, enquanto continua avaliando a situação em andamento e o impacto em seus negócios, clientes, fornecedores e na indústria como um todo.

Divulgação
Entre as medidas da Airbus está uma nova linha de crédito de 15 bilhões de euros
Entre as medidas da Airbus está uma nova linha de crédito de 15 bilhões de euros
Refletindo a política de balanço da empresa e para garantir flexibilidade financeira, a Airbus recebeu aprovação do Conselho de Administração para garantir uma nova linha de crédito no valor de 15 bilhões de euros – além da linha de crédito rotativo existente de 3 bilhões de euros –, para retirar a proposta de dividendos de 2019 de 1,80 euro por ação, com um valor em dinheiro total de aproximadamente 1,4 bilhão de euros, e suspender a recarga voluntária em fundos de pensão.

Dada a visibilidade limitada devido à evolução da situação da covid-19, as orientações para 2020 são retiradas. Os cenários operacionais, incluindo medidas para minimizar os requisitos de caixa, foram identificados e serão ativados dependendo do desenvolvimento da pandemia.

“Nossa primeira prioridade é proteger as pessoas, ao mesmo tempo em que apoiamos esforços globalmente para conter a disseminação do coronavírus. Também estamos preservando nossos negócios para resguardar o futuro da empresa e garantir que possamos retornar a operações eficientes assim que a situação se recuperar. Estou confiante de que a Airbus e o setor aeroespacial em geral superarão esse período crítico”, diz o CEO da companhia, Guillaume Faury.

Ao manter a produção, gerenciar a lista de pendências, apoiar clientes e garantir flexibilidade financeira para suas operações, a Airbus pretende assegurar a continuidade dos negócios, mesmo em uma crise prolongada.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA