Aeronautas da Latam Brasil rejeitam proposta de acordo coletivo

|


Divulgação

Os pilotos da Latam Brasil rejeitaram a proposta de acordo coletivo feito pela companhia aérea em votação on-line realizada pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) entre os dias 23 e 27 de julho.

Entre os comandantes, quase 90% do quadro foi contrário a proposta da empresa. Co-pilotos e comissários de bordo também não foram a favor da medida, com 88,9% e 88,6% dos votos contrários.

Segundo a entidade, os aeronautas aceitaram a redução temporária de jornada e salário, mas negaram a redução permanente na remuneração. “Lembramos que as propostas rejeitadas tinham previsão de redução de jornadas e salários e garantia de empregos por 18 meses, porém havia dispositivos no texto que condicionavam a validade futura dos ACTs à aprovação de acordos específicos sobre a mudança permanente na forma de remuneração”, reiterou o SNA.

Ainda não há previsão de nova reunião com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), a quem o SNA pediu mediação.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA