IAG tem prejuízo de 3,8 bilhões de euros no 1º semestre

|

Divulgação
O grupo aéreo IAG, proprietário da British Airways e da Iberia, anunciou nesta sexta-feira (31) um prejuízo líquido de 3,8 bilhões de euros (US$ 4,515 bilhões) no primeiro semestre devido à queda do tráfego provocada pela pandemia de coronavirus. As informações são da Isto É Dinheiro.

A empresa explicou em um comunicado que deseja aumentar seu capital em 2,75 bilhões de euros (US$ 3,265 bilhões) para reforçar as finanças em plena crise. O faturamento do grupo no primeiro semestre caiu pela metade para 5,3 bilhões de euros (US$ 6,3 bilhões). A crise sem precedentes levou o grupo a uma ampla reestruturação, com o anunciado corte de 12 mil postos de trabalho na British Airways.

O grupo IAG acredita que será necessário esperar pelo menos até 2023 para que a demanda retorne aos níveis de 2019.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA