Azul afasta tripulantes e altera voos devido a aumento de casos

|

Divulgação
Azul afasta tripulantes e altera voos devido a aumento de casos
Azul afasta tripulantes e altera voos devido a aumento de casos
O aumento de casos de covid-19 afetou a Azul, que precisou afastar tripulantes e alterar operações. Segundo informações do G1, a companhia aérea informou que os passageiros impactados estão sendo notificados das alterações, serão reacomodados em outros voos da própria empresa e receberão assistência.

As dispensas de funcionários acontecem por conta da necessidade de isolamento de tripulantes com síndromes gripais, como a covid-19, em meio ao avanço da variante ômicron, e do vírus H3N2 da influenza.

Ainda de acordo com a publicação, em um comunicado enviado aos colaboradores da Azul, a aérea informa que o número alto de dispensas médicas "está afetando diversos setores da economia, não só no Brasil, mas em outros países". Diz também que nenhum membro da equipe está internado graças à vacinação e ao fato de a nova cepa ser, aparentemente, menos agressiva que as anteriores.

O G1 também teve acesso a outro documento interno da empresa, que aponta que pelo menos 17 voos tiveram redução no número de passageiros devido à falta de tripulantes. Nessas operações, o ajuste resultou na necessidade de reacomodação de cerca de 250 viajantes em outros voos.

GOL
Diante desta situação, a Gol reforçou aos seus comissários de bordo a necessidade de medidas de proteção contra o vírus da Influenza e covid-19.

"Precisamos muito fazer a nossa parte tomando todas as medidas necessárias para nos proteger", diz texto em uma rede interna assinado por Maria Rita de Cássia Micheletto, gerente de tripulação comercial. Segundo o G1, a companhia não emitiu nenhum comunicado apontando a necessidade de modificar voos e escalas em razão de eventuais funcionários afastados.

LATAM
Já a Latam informa que não houve necessidade de alterar seus voos diante deste aumento no número de casos de covid-19 e Influenza. Confira o comunicado a seguir:

"A LATAM informa que, por enquanto, ainda não foi necessário alterar seus voos diante do aumento no número de casos de Covid e de Influenza na população brasileira. A companhia segue atenta a esse cenário, que está mudando rapidamente em virtude da variante Ômicron.

Vale lembrar que, independentemente do motivo, todo passageiro com voo alterado pela LATAM pode sempre remarcar o seu voo sem multa e diferença tarifária ou solicitar o reembolso sem multa diretamente em Minhas Viagens > Administrar suas viagens.

Além disso, a companhia continua a permitir que passageiros diagnosticados com covid-19 possam remarcar uma vez a data de sua viagem sem multa, mas pagando diferença tarifária (se houver). O cliente poderá viajar a partir de 14 dias após o diagnóstico da doença ou certificando que não está mais na fase de contágio."


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA