EVENTOS

Conectividade é tema do 15º Alta Forum Airline Leaders


Foto: Lawrence Reinisch
Foto: Lawrence Reinisch
CIDADE |DO PANAMÁ — Conectividade foi o tema escolhido pela Associação de Transporte Aéreo da América Latina e Caribe (Alta) para a 15ª edição de seu Fórum de Líderes da Aviação, que ocorre até amanhã, na Cidade do Panamá, com patrocínio da Copa Airlines, Turismo do Panamá e Aeroporto de Tocumen.
Mais de 500 líderes da indústria da aviação estão na cidade, incluindo CEOs e executivos de 41 empresas aéreas, ministros de estado da Argentina, Brasil, Colômbia, Peru e Panamá; autoridades da aviação civil, associações locais, regionais e globais, assim como outros fornecedores líderes da indústria.

“O Fórum Alta Leaders é o cenário para refletir e propor soluções aos múltiplos desafios que hoje enfrenta a indústria aérea na América Latina. De igual forma, é o fórum para encontrar a melhor forma de aproveitar as oportunidades que hoje temos como indústria na região. Estes espaços permitem aos líderes da indústria estabelecer os diálogos necessários para trabalhar cada vez mais pelo passageiro, para comprometer aos diferentes atores do setor e para consolidar uma indústria aérea cada vez mais segura, inovadora e sustentável na América Latina”, declarou o CEO da Avianca e presidente do Comitê Executivo da Alta, Hernán Rincón. A Alta conta com 19 membros full (companhias de países latinos), e quase 70 associados, entre empresas aéreas que operam na região e fornecedores diretos e indiretos da aviação.

“Os esforços de colaboração empreendidos nos 15 anos do Fórum Alta Airline Leaders têm sido instrumentais para pavimentar o caminho ao avanço da segurança operacional, eficiência e responsabilidade ambiental em toda a região da América Latina e do Caribe,” manifestou o diretor executivo da Alta, Luis Felipe de Oliveira. “A Alta continua servindo como ponto de convergência para a indústria do transporte aéreo na região, conectando todos os atores da indústria, promovendo um diálogo internacional e coordenando os esforços para desenvolver uma aviação mais segura, eficiente e sustentável na região. Esta semana, esperamos uma agenda centrada na conectividade. A indústria aérea, por meio da conectividade, é um grande motor que impulsa o desenvolvimento econômico e social da região, unindo as comunidades e as pessoas, impulsionando o Turismo, estimulando o desenvolvimento econômico e gerando fontes de emprego.”


Foto: Lawrence Reinisch
Foto: Lawrence Reinisch

NÚMEROS DA AMÉRICA LATINA

Desde 2003, a indústria do transporte aéreo da América Latina e do Caribe triplicou o número de passageiros transportados, passando de 94,8 milhões a 278 milhões e viu sua frota subir de 689 a 2.014. Nestes 15 anos, o PIB da região cresceu mais de 50%, alcançando US$ 6,03 trilhões, dos quais a indústria de Viagens e Turismos aporta 9%.

Este ano, a Alta mudou as suas operações para o Panamá com uma equipe executiva para dar um apoio mais próximo, oportuno e eficiente aos seus membros.Com sede na Cidade do Panamá, a Alta está aproveitando a conectividade e pode chegar praticamente a qualquer destino na região com um só voo, melhorando a eficiência da associação desde uma localização no coração da região que representa. Mais de dez companhias afiliadas passaram a integrar os quadros da entidade, que deu as boas-vindas a outras quatro aéreas: Interjet, do México, e os membros associados Privilege Style, Grupo Lufthansa e Atlas Air Worlwide.

Para detalhes completos sobre as estatísticas da região, informação sobre os comitês e grupos de trabalho da Alta, acesse o Anuário Alta 2018/2019, lançado na conferência do Panamá.

EMBRAER FAZ DEMONSTRAÇÃO

A Embraer é uma das participantes mais ativas desta edição do Fórum de Líderes da Aviação da Alta. A fabricante brasileira realizou um voo de demonstração do E190-E2. “Agradeço à Alta pela oportunidade de incluir na programação oficial o voo de demonstração com o jato E190-E2 durante este importante evento da aviação na América Latina. Pudemos mostrar às companhias aéreas, e também à imprensa na região, as características que fazem do E190-E2 um avião único, o mais eficiente e silencioso na sua categoria, tornando-a a aeronave ideal para aumentar a conectividade e também complementar as frotas de narrow bodies das companhias aéreas em toda a região”, disse o vice-presidente de Vendas para América Latina da Embraer, Reinaldo Krugner.

Saiba mais em www.alta.aero.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA