Gol adia para junho volta dos voos internacionais

|

Divulgação/Gol
737-MAX da Gol
737-MAX da Gol
Março de 2021 fica para a história como o pior mês da crise de covid-19, batendo recorde de mortes e casos em todo o País. Na sexta-feira passada a Gol Linhas Aéreas anunciou que, por conta da crise, que tem impedido as pessoas de viajar por conta das restrições dos destinos, está reduzindo sua malha doméstica para 200 voos por dia em abril (contra 650 do fim de 2020 e 350 de março). Por conta disso, todos os passageiros com voos marcados para abril devem visitar o www.voegol.com.br para remarcarem seus voos, de acordo com a nova malha.

Outra consequência foi o adiamento dos voos internacionais, que retornariam este mês (28 de março era a data). Agora, a companhia aérea trabalha com a data de junho de 2021 para a volta de seus voos para o Exterior. Ainda não há uma definição de malha, pois isso depende também das fronteiras reabrirem (a grande expectativa é os Estados Unidos, para onde a Gol chegou a voar com o 737-MAX). A América do Sul deve ser prioridade nesse retorno.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA