Grupo Air France-KLM recebe financiamento para superar a crise

|

Dado o impacto da crise do covid-19, a Air France e a KLM conversaram com os governos francês e holandês sobre a implementação de medidas de auxílio específicas com o objetivo de manutenção de suas solvências. Após discussões com o Estado francês e as instituições bancárias, o Grupo Air France-KLM conseguiu finalizar os componentes de um mecanismo de suporte dedicado à Air France no qual os acordos iniciais estão sendo finalizados.
Divulgação
O Estado francês e um sindicato de seis bancos concederam um empréstimo de 4 bilhões de euros à Air France e KLM
O Estado francês e um sindicato de seis bancos concederam um empréstimo de 4 bilhões de euros à Air France e KLM
O mecanismo de suporte é composto por um empréstimo estatal francês de 4 bilhões de euros concedido por um sindicato de seis bancos à Air France e KLM. O Estado francês está garantindo esse empréstimo em até 90%, com vencimento em 12 meses, além de um empréstimo no valor de 3 bilhões de euros com vencimento em quatro anos. Esse mecanismo de auxílio, que permanece sujeito à aprovação da Comissão Europeia, permitirá que o Grupo forneça à Air France os meios necessários para cumprir suas obrigações.

O Estado holandês também declarou sua intenção de apoiar. "Em nome do Conselho de Administração da Air France-KLM, gostaria de agradecer aos Estado francês e aos nossos parceiros bancários por esta ajuda, que permitirá ao Grupo Air France-KLM superar essa crise sem precedentes", disse a presidente do Conselho de Administração, Anne-Marie Couderc.

O plano de transformação, que será finalizado nos próximos meses, incluirá compromissos econômicos, financeiros e ambientais. Envolverá as atividades da Air France, buscando adaptá-las à nova realidade do mercado provocada pela crise, e terá que fortalecer sua situação financeira.

"Gostaria de saudar mais uma vez o compromisso excepcional de nossos funcionários por sua dedicação ao repatriamento de nossos cidadãos, ao transporte de equipamentos médicos e à manutenção dos vínculos essenciais com alguns destinos", comentou o CEO do Grupo Air France-KLM, Benjamin Smith.

Quando uma melhor visibilidade dos níveis de tráfego aéreo pós-crise estiver disponível, o Conselho de Administração da Air France-KLM considerará o aumento de seu capital social sujeito às condições de mercado, o que pode ocorrer após a reunião do Conselho agendada para aprovar as projeções financeiras de 2020.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA