Movida

Rodrigo Vieira   |   12/12/2022 20:25   |   Atualizada em 12/12/2022 20:27

Aerolíneas Argentinas antecipa a venda de voos extras do inverno 2023

Companhia aérea já vende os voos sazonais e espera ocupação alta durante o período de alta temporada


PANROTAS / Emerson Souza
Fabian Lombardo, diretor comercial da Aerolíneas Argentinas
Fabian Lombardo, diretor comercial da Aerolíneas Argentinas
Com oito meses de antecedência, a Aerolíneas Argentinas já vende a alta temporada de inverno de 2023. Destinos de neve como Bariloche, Ushuaia, Chapelco, El Calafate e San Martín de los Andes terão reforço de voos sazonais a partir de julho do ano que vem, além de Mendoza, também demandada no inverno, e Salta, com conexão em Tucumán, no norte do país, uma aposta contínua do Turismo da Argentina e da companhia aérea em nosso mercado.


Reprodução
Todos com partida em Guarulhos (SP), os 85 voos extras estão disponíveis no sistema de vendas da Aerolíneas Argentinas desde a black friday (24 de novembro), mas foram reforçados oficialmente hoje, em evento da companhia aérea com o Consulado Geral da Argentina em São Paulo, com grande presença de executivos de operadoras e agências de viagens, empresas com as quais a companhia aérea já negocia bloqueios.

Bariloche é o destino com o maior número de operações extras. A Aerolíneas Argentinas já tem um voo regular semanal de São Paulo ao destino da Patagônia, mas a partir de julho a operação passa a ser diária até o meio de agosto e segue quatro vezes por semana até o começo de setembro.

Mendoza também é destino de alta expectativa da empresa. A cidade famosa pelas suas vinícolas terá, a partir de janeiro, uma ligação direta com o Rio de Janeiro, duas vezes por semana. A partir de abril, é a vez de São Paulo ganhar voo direto com Mendoza, também duas vezes semanais.

São Paulo-El Calafate, São Paulo-San Martín de Los Andes e São Paulo Córdoba também têm duas saídas regulares por semana.

Diretor comercial da Aerolíneas Argentinas, Fabián Lombardo marcou presença no evento e mostrou todo o otimismo em encher os Boeings 737-800 e 737 Max na alta temporada.

"Esperamos uma ocupação média acima de 80%, dada a alta procura de brasileiros pela Argentina no inverno, com câmbio favorável, o trabalho das operadoras, com quem teremos alguns bloqueios e faremos ações conjuntas para fomentar as viagens para os destinos argentinos que vão além de Buenos Aires", afirma. "Vale salientar que além dos voos extras, temos voos regulares de Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, todos rumo ao Aeroparque, de onde podemos conectar rapidamente para os 38 destinos que operamos na Argentina", completa Lombardo, que também comemora a ponte aérea de sete voos diários com a Gol, ação iniciada há pouco mais de um mês.

"A Gol tem sido fundamental para nós no Brasil. A ponte aérea está sendo um sucesso, sobretudo para o viajante corporativo, mas nosso codeshare com esse nosso parceiro brasileiro também será importante para levar aos nossos voos sazonais os passageiros de outras cidades."

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias