PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Delta quebra recorde e transporta 17,7 milhões de paxs em junho

Divulgação
Entre os meses de abril e junho, a companhia atendeu um recorde de 50 milhões de clientes
Entre os meses de abril e junho, a companhia atendeu um recorde de 50 milhões de clientes
A Delta Air Lines transportou mais clientes em junho do que em qualquer outro mês na história da empresa.

Foram quase 17,7 milhões de passageiros em voos da linha principal e da Delta Connection em todo o mundo. Entre os meses de abril e junho, a companhia atendeu um recorde de 50 milhões de clientes.

O último dia do mês de junho de 2017 ainda detém o recorde de maior número de passageiros atendidos em um único dia, respondendo a mais de 646 mil. O dia 29 de junho deste ano quase alcança a marca, ficando apenas a mil clientes de diferença.

Ainda assim, o sexto mês de 2018 foi um período movimentado, acumulando seis dos dez melhores dias consolidados de passageiros de todos os tempos. Os quatro dias restantes do ranking pertencem ao verão de 2017.

"Comprometemo-nos a ser um líder em confiabilidade, entregando um produto seguro e pontual, garantido pelos 80 mil funcionários da Delta”, afirma o vice-presidente sênior de Operações e Centro de Clientes da Delta Dave Holtz.

"Estamos vendo clientes voar com a Delta em números recordes neste verão e é um testemunho retumbante do trabalho árduo e do foco de nossos funcionários".

Em maio, a companhia também demonstrou significativo número de atendimento. A empresa atendeu 17 milhões de passageiros, com 92% de performance de voos on-time.

"Somente na América Latina a oferta de voos da companhia cresceu 75% nos últimos dez anos e são mais de 1,8 mil voos semanais operados na região, para 32 países e 56 destinos”, comenta o consultor executivo da Delta Air Lines para a América Latina e o Caribe, Roberto Girotti, durante o Delta Business Seminar, ocorrido em junho.

Com base no cronograma atual, a Delta e a Delta Connection estimam operar 6.092 voos em todo o sistema em 20 de julho.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA