TURISMO

Boeing e Embraer assinam nova parceria para aviação militar


Divulgação/Embraer
No mesmo dia que Boeing e Embraer aprovaram os termos da parceria estratégica anunciada em julho deste ano, as duas fabricantes de aeronaves também chegaram a um acordo de uma segunda join venture. Nesse novo acordo, o objetivo é promover e desenvolver novos mercados para o avião multimissão KC-390.

Ao contrário da primeira join venture, onde a Boeing possui maior participação, neste a Embraer deterá 51% e a norte-americana os 49% restantes.

A transação está sujeita à aprovação do governo brasileiro, ratificação pelo Conselho de Administração da Embraer e autorização deste para assinatura dos documentos definitivos da transação. Após a celebração dos documentos definitivos pelas partes, a parceria estratégica será submetida à aprovação dos acionistas, das autoridades regulatórias, bem como a outras condições pertinentes à conclusão de uma transação deste tipo.

Caso as aprovações ocorram no tempo previsto, a expectativa é que a negociação seja concluída até o final de 2019.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA