Bares apostam em venda de vouchers durante crise

|


Pixabay

Entre as diferentes naturezas de negócios atingidos diretamente pela crise do novo coronavírus, os bares estão entre os principais afetados. A restrição de aglomerações públicas levou os estabelecimentos de todo o País a baixar as portas e a viver uma expectativa diária sobre quanto tempo as empresas serão capazes de sobreviver nessas circunstâncias.

Por isso, a aposta dos donos de bares, diante da pandemia do novo coronavírus, é a venda de vouchers. Um exemplo é o pub Kia Ora, localizado em São Paulo. A proposta do dono do estabelecimento César de Ranieri é vender aos seus clientes um voucher de R$ 50, que será convertido em um de R$ 100 de consumação, assim que a casa reabrir.

“Nos pareceu interessante realizar a venda dos vouchers para gerarmos uma receita e ao mesmo tempo estimular o nosso cliente, que também está sofrendo com toda essa situação”, disse.

Além de reforçar a ação com voucher, a analista de Alimentos e Bebidas da Unidade de Competitividade do Sebrae Nacional, Mayra Monteiro Viana, destaca que a interação com o cliente é fundamental em um momento como esse.

“É comum que os consumidores já sigam seus bares preferidos nas redes sociais. Para manter o consumidor engajado, os bares podem realizar postagens de dicas de elaboração de drinks dentro de casa, harmonização com comidas e até mesmo lives de shows em parceria com artistas locais. Essa é uma nova forma de entretenimento, que manterá o cliente por perto”, explica a especialista.

O Portal PANROTAS criou um link que reúne todas as notícias positivas (dicas, bons exemplos, sinais de recuperação, bem-estar, etc), divulgadas em meio à pandemia do novo coronavírus. Leia no bit.ly/turismopositivas as principais publicadas até agora. E não deixe de compartilhar. #SomosTodosTurismo
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA