Como a meditação pode te ajudar a passar pela crise atual? Inspire-se

|


Emerson Souza
Tatiana Isler
Tatiana Isler

"A realidade está aí. O que fazer?

Por Tati Isler, da TI Comunicação, também blogueira do Portal PANROTAS e especialista/professora de meditação
E-mail: tati@ticomunicacoes.com


A sensação que tenho é a de que tudo que passei na vida até hoje foi pra me preparar para passar essa fase e ajudar os demais a fazer o mesmo.

Pra quem não sabe, há 6 anos tive câncer de mama. Uma amiga me aconselhou a meditar. Tudo que ela leu a respeito de quem passou bem pela experiência de cura, teve a meditação incluída.

Eu já sabia meditar, faltava incluir no meu dia a dia. Meditava como turista, teria que começar a meditar como profissional. E foi o que fiz. Meu tratamento foi um sucesso e a meditação me transformou. A tal ponto que passei seis meses na Espanha, onde fica o “Head Quarters” da meditação que pratico, para poder ensinar as outras pessoas. Meu propósito de vida virou levar essa outra forma de viver pra todo mundo.

Levei a meditação para minha empresa, a TI Comunicações, que representa o South African Tourism no Brasil, entre outros produtos. Todos na empresa aprenderam a meditar e meditam diariamente na sala de reuniões, por 20 minutos, às 16h.

Criei um braço na empresa chamado TI Transforma, com o único objetivo de disseminar essa ferramenta pras corporações. E pouco antes desse vírus aparecer, estava ensinando em algumas empresas, tinha sido convidada a dar palestra e ir a um canal de TV falar sobre o assunto. Hoje, tenho sido bastante requisitada pra ajudar nesse momento.

Bem, por que estou falando tudo isso? Você já reparou que você pensa? Você já reparou a velocidade com que os pensamentos aparecem na sua mente? O ser humano tem, em média, de 90 a 120 mil pensamentos por dia. Na maioria pensamentos críticos, de preocupação e, nestes tempos, de pavor...

Vivemos hoje, no mundo contemporâneo, principalmente no Ocidente, uma super valorização do pensamento. Conhecemos a célebre frase: “penso, logo existo”. E seu eu disser que o pensar é a principal causa do sofrimento do ser humano? Por quê? Porque causa separação, causa dualidade. Mesmo que seja um pensamento gostoso.

O pensamento faz com que você nunca esteja onde o seu corpo está. Você nunca está no único lugar que torna nossa experiência neste planeta divina, seja lá o que estiver acontecendo no mundo de fora. É como se passássemos a nossa existência sonhando, com pensamentos de arrependimento do passado e apreensão do futuro. Na verdade, não vivemos em sonho, vivemos em pesadelos.

O que fazer? Parar de pensar? Impossível. A mente pensa. Ela foi feita pra isso. Ela tem a sua função. A única questão é que não somos nossos pensamentos. Nós somos uma consciência una, consciência esta que a mente não consegue acessar. E a única forma que eu conheço de acessar essa consciência una, uma inteligência muito superior à da nossa mente, é a meditação. E que seja uma meditação simples, gentil, amorosa, que todos possam fazer, em qualquer posição, em qualquer lugar, em meio ao caos e nas cidades grandes e não em uma montanha do Himalaia.

E a única coisa a fazer é praticar diariamente, com gentileza. E o que acontece quando você medita? Você observa os seus pensamentos. Você começa a criar um espaço entre você e os seus pensamentos. Você vira o observador e não os pensamentos enlouquecidos em si. E nesse espaço, a única coisa que você experimenta é paz, amor, gratidão, felicidade infinita.

Você acessa essa consciência que é o que todos somos. Que é infinita. Que está sempre presente, mesmo em maio ao caos. Você treina o seu foco para aquilo que não se mexe, desconstruindo o nosso programa mental de acompanhar o movimento o tempo todo. Você descansa, você aceita, você aprende a lidar com a vida que se apresenta e não com a vida que sua mente gostaria de estar vivendo.

Vamos trazer tudo isso pro momento que estamos vivendo. Pra ver como nossa mente é do contra. Hoje, a única coisa que podemos fazer para ajudar a nós mesmos e toda a humanidade é ficar quieta, em casa.

Em tempos “normais” a grande maioria reclama de ter que trabalhar muito ou ir pra escola. Mas como agora é praticamente obrigatório fazer isso, todo mundo se desespera. Quanto mais ficarmos quietos em casa, menos gente morre, mais facilmente passamos por isso. Mas quem não tem treino de meditação começa a pirar com os noticiários e todos os cenários tenebrosos.

Os cenários já eram tenebrosos. O mundo já ia para um lado injusto. De destruição do planeta, de exploração dos mais fracos, de miséria, de doença, de falta de estrutura. Mas estávamos entretidos na nossa correria.
A velocidade com que a maioria levava a vida era desumana. Corríamos sem parar para chegar a lugar nenhum. Agora esse vírus nos trouxe a chance de parar. A chance não, a obrigação.

Também nos trouxe a certeza de que somos todos um só. Poderia ser de uma forma mais generosa. Mas não deu certo, ninguém estava vendo. Hoje está bem claro que a irresponsabilidade de um pode causar a tragédia de muitos.

Também está muito claro que vamos precisar nos ajudar uns aos outros. Em todas as áreas, inclusive na financeira. Não dá mais pra fingir que vou me virar aqui e que se danem os demais. Vai ser triste, mas vai ser transformador, já está sendo.

E só tem uma forma de todo mundo passar por isso na melhor maneira possível. Ficando aqui e no agora. Fica onde seu corpo está. Faz o melhor que pode pra te ajudar e ajudar os demais (ou seja, fique em casa!) e não acredite em seus pensamentos.

A mente é limitada. Ela não sabe o que vem. Ela não sabia que o vírus viria. Ela não sabe o que vai realmente acontecer, ninguém sabe. Então fique aqui. Também evite ver notícias o tempo todo. Elas serão cada vez piores. Infelizmente o mundo reage ao medo. E pra conter as pessoas irresponsáveis é preciso infelizmente convencer pelo medo.

Uma coisa muito importante a saber sobre a mente: tudo que você durante o dia prestou um pouco de atenção, se repete na sua mente. Assim, se você passar o dia inteiro nas notícias, sua mente repetirá isso de forma ainda mais assustadora.

Não sugiro aqui que você não se informe. Saiba a melhor forma de agir e depois se aquiete e se cuide. A felicidade cura. O pânico enfraquece o sistema imunológico. Quanto melhor você ficar, mais ajudará você e a todas e todos passarem por isso. Imaginar algo é muito mais dolorido do que estar presente ao que estiver acontecendo no momento.

E felizmente temos diversas plataformas on-line pra estarmos juntos, para meditarmos juntos, para ajudar uns aos outros sem colocar ninguém em risco."

O Portal PANROTAS criou um link que reúne todas as notícias positivas (dicas, bons exemplos, sinais de recuperação, bem-estar, etc), divulgadas em meio à pandemia do novo coronavírus. Leia no bit.ly/turismopositivas as principais publicadas até agora. E não deixe de compartilhar. #SomosTodosTurismo
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA