Em 2022, serão necessárias 9 bi de vacinas para conter reinfecções

|


Divulgação
Estudo da DHL aponta necessidade de distribuir entre 7 e 9 bilhões de doses adicionais de vacinas em 2022
Estudo da DHL aponta necessidade de distribuir entre 7 e 9 bilhões de doses adicionais de vacinas em 2022
Responsável pelo transporte de mais de 200 milhões de doses de todas as vacinas aprovadas para mais de 120 países e territórios, a DHL - empresa especializada em transportes, logística e distribuição - estima que a partir de 2022, serão necessárias entre 7 bilhões e 9 bilhões de doses adicionais de vacinas ao ano para manter as taxas de reinfecção baixas e reduzir o ritmo de mutação do novo coronavírus.

O dado consta num estudo realizado pela companhia sobre os aprendizados e lições tiradas com o surgimento da pandemia.

Ainda de acordo com o relatório, para atingir níveis elevados de imunização, serão necessárias cerca de 10 bilhões de doses até o final de 2021. Até o momento, apenas quatro países alcançam taxas de vacinação superiores a 50% de suas respectivas populações - e muitos dos países e territórios restantes têm infraestruturas menos desenvolvidas, o que torna a implementação ainda mais desafiadora nesses locais.

Pixabay/Manuel Alvarez
A DHL já foi responsável pelo transporte de mais de 200 milhões de doses de todas as vacinas aprovadas, para mais de 120 países e territórios, por meio de 9 mil voos operados
A DHL já foi responsável pelo transporte de mais de 200 milhões de doses de todas as vacinas aprovadas, para mais de 120 países e territórios, por meio de 9 mil voos operados
Para acelerar a entrega de vacinas, a companhia argumenta que os seguintes aspectos precisam ser levados em conta:

- Os diferentes setores da economia e os governos devem promover a colaboração, com foco específico no estabelecimento de parcerias sólidas e na criação de uma infraestrutura de dados de apoio.

- Para garantir os fluxos de abastecimento, é necessário realizar uma gestão proativa das capacidades de transporte e dos fluxos sustentáveis de devolução de embalagens. Isso é de extrema importância, uma vez que mais de 95% das doses da vacina para a covid-19 no mundo são fabricadas em apenas oito países, a partir dos quais devem ser distribuídas para o resto do mundo.

- Também devem ser implementados modelos de distribuição terrestres no trecho final da entrega (last mile delivery) com base nas necessidades locais específicas, priorizando a localização estratégica dos armazéns, a sincronização dos fluxos de vacinas e produtos auxiliares, bem como a quantidade e a localização dos pontos de vacinação existentes em cada local.

"Embora tenhamos sido ágeis durante esta pandemia, devemos nos manter preparados para grandes fluxos de pacientes e volumes de vacinas, preservar a infraestrutura e a capacidade logística instaladas e nos planejar para as flutuações sazonais, fornecendo uma plataforma estável e bem equipada ao longo dos próximos anos", explica a vice presidente do Setor Farmacêutico e de Equipamentos Médicos da DHL nas Américas, Claudia Roa.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA