Complexo de Itaipu (PR) volta a fechar para o Turismo

|

Depois de quatro semanas aberto, o Complexo Turístico Itaipu (CTI) volta a fechar em função do anúncio do governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, que decretou uma quarentena restritiva por 14 dias para o enfrentamento da pandemia de covid-19, que vem crescendo no Estado.
Divulgação
O Complexo Turístico entrará em contato com os visitantes que haviam comprado ingressos ou feito reservas
O Complexo Turístico entrará em contato com os visitantes que haviam comprado ingressos ou feito reservas
As medidas obrigatórias valerão a partir desta quarta-feira (1º de julho) para 134 cidades de sete macrorregiões, incluindo as de Foz do Iguaçu, Cornélio Procópio, Londrina, Cianorte, Cascavel, Toledo, Curitiba e região metropolitana. A restrição pode ser prorrogada por mais sete dias e a fiscalização caberá à Polícia Militar, com eventual apoio das Guardas Municipais.

Para evitar qualquer tipo de transtorno e prejuízo dos turistas pré-agendados para as visitas, o Complexo Turístico Itaipu vai entrar em contato com os visitantes que haviam comprado ingresso ou feito reservas para devolução ou remarcação.

Segundo o governador, a quarentena foi adotada considerando alguns fatores, como as taxas de ocupação de leitos em UTI, aglomeração de pessoas, falta de mão de obra da saúde e de insumos (como medicamentos para intubação e oxigênio) necessários para a linha de frente no atendimento dos casos do novo coronavírus.

Serão mantidas as atividades essenciais, entre elas estão a geração de energia e atendimentos médicos, entre outras. Ficam de fora – e, portanto, sujeitos à quarentena – shoppings, comércios de rua, clínicas de estética e academias, por exemplo. Também está prevista a instalação de barreiras sanitárias para monitoramento das pessoas.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA