É carnaval: Brasil registra vários tipos de folia

|


Reprodução da Internet
Blocos e shows fazem parte da agenda de Brotas, cidade do interior que adotou o lema “durante o dia, aventura, à noite, folia”.
Blocos e shows fazem parte da agenda de Brotas, cidade do interior que adotou o lema “durante o dia, aventura, à noite, folia”.
Segundo o balanço da Secretaria Municipal das Subprefeituras, São Paulo aponta aumento de 60,5% em relação aos números de desfiles este ano. Porém, grandes eventos que agitam cidades carnavalescas conhecidas como o Rio de Janeiro, Salvador e Recife, acabam evidenciando mais que os pequenos e médios eventos. No entanto, há festa em todo o País.

O Brasil é único em vários aspectos, principalmente quando se trata de datas comemorativas. Uma marca nacional é o espírito festivo, segundo o Ministério do Turismo, no Calendário Nacional de Eventos, estão inscritas 39 festas este ano.

Carnaval da Família, em Panorama (SP); Cultural, em Macau (RN); Festa Ufológica, em Colares (PA); Carnaboi, em Parintins (AM), são algumas das denominações utilizadas para batizar às festas nos municípios que inscreveram seus eventos no calendário. Ou seja, à folia é garantida em todas as regiões brasileiras.

Devido a sua extensão continental e a sua influência cultural, as características brasileiras contribuem para que o País seja uma nação festeira. As manifestações populares são mecanismos que ajudam a consolidar a união das diferenças tanto em âmbito nacional quanto internacional.

Devido à grande movimentação de visitantes, a previsão é de um impacto total de R$ 6,78 bilhões nas principais atividades econômicas do ramo em todo o País entre o sábado (01/03) e a Quarta-feira de Cinzas (06/03). De acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), descontada a variação de preços, este resultado é 2% maior comparado ao ano passado.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA