PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

45% dos latinos viajaram pela 1ª vez ao Exterior nos últimos 4 anos

Nos últimos quatro anos mais de 45% dos viajantes latino-americanos tiraram férias no Exterior pela primeira vez. A nova geração de turistas está visitando diferentes países pela primeira vez, e isso pode ser avaliado a partir dos avanços econômicos das últimas décadas, que acabaram resultando um uma melhora da condição financeira da população para viajar.

Segundo um estudo elaborado pela Sherlock Communications, no Peru o índice é de 65% de viajantes ao Exterior ao menos uma vez na vida. Logo atrás, estão os dois maiores países da região, Brasil e México, com 50,7% cada.
Divulgação
Gráfico elaborado pela Sherlock Communications
Gráfico elaborado pela Sherlock Communications
Além disso, foi possível identificar que quando o assunto é férias os latinos dão mais importância às belezas naturais. Cerca de 58% dos entrevistados da Argentina e Chile afirmaram que beleza natural era sua maior motivação ao escolher onde ir de férias. Apesar de apresentar uma preferência por destinos litorâneos, os locais históricos aparecem em segundo lugar nas escolhas.
Divulgação
O estudo, conduzido pela empresa de pesquisa TolunaInsights, foi realizado com 2.513 latino-americanos de todas as faixas etárias e em seis países diferentes. Esses dados sobre a nova geração de turistas da América Latina são apoiados por números de todo o setor, que mostram que o setor de turismo da região cresceu 9,3% em 2018.

PERSPECTIVA

A partir desses dados, a Sherlock Communications publicou um Relatório de Turismo Emissivo da América Latina — um e-book que fornece informações às empresas internacionais. Assim, conseguem ter acesso a tudo que precisam saber sobre o mercado de viagens da América Latina.

Além dos dados elaborados a partir da pesquisa, a Sherlock oferece dicas para atrair a atenção dos consumidores e um guia especial sobre como as empresas podem se destacar em eventos do trade.

Baixe o estudo em https://www.sherlockcomms.com/latam-travel-report/.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA