DESTINOS

Thomas Cook deixará de vender parques com orcas em cativeiro

A Thomas Cook deixou de vender viagens a parques de animais que não sejam 100% compatíveis com os padrões de bem-estar animal de ABTA. Há um ano e meio a empresa anunciou sua política relacionada a esta questão e afirmou que as atrações que vendiam férias deviam ser consistentes com as expectativas de seus clientes.

Reprodução/Sea World
Desde então, 49 atrações foram auditadas e 29 removidas, pois não atendiam aos padrões mínimos. Segundo a empresa, as 20 restantes fizeram melhorias significativas na maneira como tratam seus animais, como resultado direto do processo de auditoria.

Agora, uma nova condição foi adicionada à política: a partir da metade do próximo ano, a Thomas Cook não venderá mais atrações de animais que mantenham orcas em cativeiro. Entre elas estão os parques Sea World, nos Estados Unidos, e Loro Parque, na Espanha.

“Não foi uma decisão fácil e rápida de ser tomada. Temos nos envolvido ativamente com uma série de especialistas em bem-estar animal nos últimos 18 anos e levamos em conta as evidências científicas que eles fornecem”, afirma o CEO da Thomas Cook, Peter Fankhauser.

A companhia recebeu também um feedback de seus clientes, onde mais de 90% disse que era importante que ela levasse o bem-estar dos animais a sério. E isso foi crucial para levá-la a decisão de banir, também, atrações com as baleias em cativeiro.

O Portal PANROTAS recebeu um comunicado do Sea World Parks & Entertainment referente a esse caso. Leia na íntegra abaixo:

“O Sea World é reconhecido internacionalmente como líder global em bem-estar para os animais sob seus cuidados, em resgates, reabilitação e esforços em conservação de mamíferos marinhos e seus habitats.

Nossos parques são credenciados pelas principais organizações zoológicas, de bem-estar animal e de cuidados veterinários do mundo, incluindo a American Humane, a Association of Zoos & Aquariums e Alliance of Marine Mammal Parks & Aquariums, e são supervisionados por diversas agências governamentais locais, estaduais e federais.

Além disso, o Sea World Parks & Entertainmet acaba de passar por uma auditoria completa em bem-estar animal. Por meio desse processo de auditoria independente realizado pela Global Spirit Animals In Tourism Limited, o SeaWorld Orlando, Discovery Cove e o Busch Gardens Tampa Bay atingiram 100% dos padrões mínimos exigidos pela indústria de viagem e turismo, conforme consta no Global Welfare Guidance for Animals In Tourism da Association of British Travel Agents (ABTA).

Milhões de visitantes do Reino Unido visitaram os nossos parques para se divertir, aprender e também ajudar a proteger os mamíferos marinhos e seus habitats. Eles viram em primeira mão os mais altos padrões de cuidados que oferecemos a todos os animais e aprenderam sobre como nós estamos protegendo e salvando espécies na natureza.

Apesar de termos encerrado os projetos de reprodução de orcas, os animais que estão sob nossos cuidados continuarão conosco e com os nossos visitantes por muitos e muitos anos que virão. Nós continuaremos a receber o público em nossos parques para experiências inigualáveis que criamos todos os dias.”

*Atualizado às 12h03 de 1/8
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA