Da Redação   |   05/08/2023 10:32   |   Atualizada em 05/08/2023 12:12

Morre o ex-presidente da CNC Antônio Oliveira Santos

Ele foi o sexto presidente da entidade, cargo que deixou em 2018

Divulgação

Morreu hoje (5) o empresário e ex-presidente da Confederação Nacional do Comércio, Antônio Oliveira Santos, aos 97 anos. Oliveira Santos foi o sexto presidente da CNC, cargo que ocupou de 1980 a 2018. No dia 20 de julho, ele começou a sentir-se mal dentro da CNC onde, segundo a própria entidade, se sentia muito acolhido e confortado. De lá, seguiu para o hospital, onde veio a falecer na madrugada de hoje, aos 97 anos.

A CNC-Sesc-Senac enviou nota de pesar pelo falecimento do ex-presidente. "Sua trajetória à frente do Sistema possibilitou a transformação da vida de milhões de brasileiros em todos os lugares do Brasil", aponta comunicado.

Confira parte do texto:

Se fosse necessário resumir em uma única marca a administração de Antonio Oliveira Santos à frente da CNC, caberia um especial destaque para o processo de interiorização e fortalecimento da atuação do Sesc e do Senac por todo o Brasil. Mas sua importância foi além disso, consolidando as bases da Confederação para uma atuação firme em defesa do comércio de bens, serviços e turismo.

“A CNC perde uma de suas grandes referências, um nome que se confunde com a própria trajetória e consolidação do Sistema Comércio”, afirma o atual presidente da entidade, José Roberto Tadros. “É um momento de dor para todos nós, mas também de agradecimento pelo imenso legado deixado por Antonio Oliveira Santos.”

Da engenharia à CNC

Engenheiro civil e eletricista, formado pela então Universidade do Brasil (hoje UFRJ), Antonio Oliveira Santos nasceu em Vitória (ES), em 1926. Passou pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), pela Companhia de Ferro e Aço de Vitória, além da Estrada de Ferro Vitória a Minas.

Iniciou suas atividades no comércio atacadista e varejista de materiais de construção em 1956. Passou a presidir a Federação do Comércio do Espírito Santo (Fecomércio-ES) em 1968, assumindo, mais tarde, a Vice-Presidência da CNC. Em 1980, com a morte prematura do então presidente da Confederação, Jessé Pinto Freire, assumiu o comando da entidade.

O Brasil atravessava um período de transição política, vivendo uma situação econômica sensível, agravada pela alta dos juros internacionais e do preço do petróleo. A inflação assustava consumidores e empresários.

Nesse período, Oliveira Santos intensificou a representação da CNC no governo e em outros segmentos da economia nacional e internacional. Em 1981, fez parte da comitiva do Presidente João Figueiredo que visitou a França, Portugal, Colômbia, Bolívia e Alemanha. No mesmo ano, participou da missão econômica brasileira aos países do sudeste da Ásia e da missão empresarial brasileira, chefiada pelo então ministro da Fazenda, Ernane Galvêas, a países do Oriente Médio.

Participação ativa na vida do País

Sob seu comando, a CNC teve participação ativa na formulação de políticas públicas e em momentos históricos, como os debates que marcaram a elaboração e a promulgação da Constituição Federal de 1988. Além de presidir a Confederação, Oliveira Santos também estava à frente da União Brasileira de Empresários (UBE), grupo que reunia entidades sindicais empresariais, criado para colaborar com o governo na elaboração da nova Constituição, promovendo suas reuniões na sede da CNC em Brasília. O alinhamento do pensamento político e econômico do empresariado nacional foi determinante nesse momento de fortalecimento da luta em defesa da livre-iniciativa e da economia de mercado.

É na gestão de Antonio Oliveira Santos que o Sistema Confederativo do Comércio se reorganizou, buscando fortalecer o Sistema Sindical do Comércio, com mais integração e unidade entre as entidades, desenvolvendo o arcabouço de atuação que funciona até hoje e que dá voz aos empresários do setor terciário de todo o País.

No campo da assistência e formação do trabalhador, o Sesc e o Senac iniciaram um período de expansão à altura dos desafios que o Brasil projetava, consolidando as duas instituições como um dos maiores sistemas de desenvolvimento social do mundo, com atuação em todo o País. Implantou dois projetos visionários: a Estância Ecológica Sesc Pantanal, em Mato Grosso, maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) do Brasil; e a Escola Sesc de Ensino Médio, unidade modelo no Rio de Janeiro que tem formado com excelência novas gerações de estudantes brasileiros.

A CNC, as Federações, os Sindicatos, o Sesc e o Senac, neste momento de profundo pesar, rendem a mais grata homenagem à figura do grande líder empresarial que trabalhou pelo engrandecimento do Sistema Comércio. E as entidades, unidas, demonstram seu carinho e sua solidariedade à família.

Alguns dos títulos e Comendas concedidos a Antonio Oliveira Santos:

Presidência da República Federativa do Brasil - Outorga grau de Comendador, em 13/04/1981;

Tribunal Superior do Trabalho - Confere grau de Comendador, em 11/08/1981;

Ministério da Previdência e Assistência Social - Fundação Legião Brasileira de Assistência – Medalha do Mérito Legionário, em 28/08/1981;

Título de Membro Honorário do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário pelo trabalho desenvolvido pelo Sesc em assistência à terceira idade – 1982;

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio - Mérito Cairú, em 09/03/1990;

Membro titular da Academia Nacional de Engenharia – ANE desde 28/11/1991;

Poder Legislativo Brasileiro - Homenagem especial aos 50 anos do Sesc, em 26/08/1996;

Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes, em 10/12/1997;

Parlamento Mundial para Segurança e Paz - Medalha “O Pacificador da ONU Sérgio Vieira de Mello”, em 07/11/2005;

Ministério da Defesa - Exército Brasileiro - Agraciado pelo Comando Militar do Leste, Gen. Ex. Domingos Carlos de Campos Curado - Diploma do Colaborador Emérito do Exército - 19/04/2006;

Governo do Estado do Espírito Santo – Gov. Paulo Hartung - Comenda Jerônimo Monteiro – 14/09/2006;

Ministério de Estado do Transportes - Diploma – Mérito Mauá, em 05/12/2006;

Congresso Nacional e Instâncias Governamentais - Homenagens ao Sistema CNC-Sesc-Sesc, prestadas pela contribuição ao desenvolvimento do País;

Academia Brasileira de Letras – Medalha João Ribeiro – 28/9/2007;

Tribunal de Contas da União - Grande-Colar do Mérito do Tribunal de Contas da União, em 05/11/2008;

Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado - Homenagem do Senado Federal ao Educador Antonio Oliveira Santos, em 25/05/2010.

Tópicos relacionados