INAUGURAÇÕES

Com nova marca, Átrio administrará hotéis na América do Sul

Trinta anos de história. O começo em uma cidade classificada como secundária, longe das grandes capitais. De um hotel passou para a quarta maior operadora do Brasil. Em três décadas, a Átrio Hotéis cria seu modelo de um jeito diferente, envolvendo-se desde a incorporação mobiliária até chegar à administração de propriedades.

Com 54 empreendimentos e 6,8 mil quartos no portfólio, a empresa erguida em Joinville (SC) enxergou a necessidade de dar passos mais largos e apostar na internacionalização. Esse processo já começou a ganhar corpo com a mudança de marca e nome. Desde ontem (19) passou a se chamar Átrio Hotel Management.

Sem deixar o Brasil de lado, como salientou o diretor de Marketing e Vendas, César Nunes, a administradora costura projetos pela América do Sul. Ao todo, são três hotéis encaminhados em Buenos Aires, Santiago e Paraguai, todos voltados para o público corporativo.

“São projetos que estudamos com investidores locais para entender melhor o mercado [local] e seguir o desenvolvimento. Nós trabalhamos com eles localmente e formatamos um grupo deles. Ainda, entraremos como investidores do projeto, até para ter o primeiro input”, destacou.

Emerson Souza
César Nunes tem uma longa carreira na hotelaria
César Nunes tem uma longa carreira na hotelaria
De acordo com ele, o objetivo principal nessa empreitada é aprovar a viabilidade dos projetos ainda este ano. Diferente do Brasil, serão construídos os hotéis do zero e a previsão é entregar tudo pronto a partir de 2020.

Mas não será apenas na América do Sul que a Átrio Hotel Management irá investir. A partir da consolidação nesses três mercados, Nunes adianta que a empresa subirá o mapa e chegar na América Central e do Norte em cinco anos, de acordo com o pipeline.

Ao olhar para o Brasil, a quarta maior operadora, atrás de Accor Hotels, Atlantica e Nobile, tem pela frente a conversão de 17 propriedades da Doispontozero Hotéis. Os empreendimentos – nove da marca Arco e oito da Zii – serão transformados em Ibis Styles (da Accor) até o primeiro trimestre de 2019.

Parte desse processo, aliás, já está bem adiantado, uma vez que a bandeira Zii agora já pertence à marca da Accor. Em outras palavras, o DNA da Átrio está em levar marcas internacionais a cidades desabastecidas dessa oferta.

“O interessante é que os hotéis da Arco estão no interior de São Paulo, como Ribeirão Preto, Piracicaba, Franca, Bauru, São José do Rio Preto. Já a Zii temos no Rio e depois vai pulverizando em cidades secundárias, como Pouso Alegre [Minas Gerais], Palmas, Rondonópolis [Mato Grosso] e Alagoinhas [Bahia].

Até o momento, a Átrio trabalha na administração de cinco marcas, todas da Accor: Ibis, Ibis Budget, Ibis Styles, Mercure e Novotel. Daqui para frente, nada impede de a empresa chegar em outras bandeiras, basta apenas chegar a um projeto ideal, que inclui uma boa localização e uma boa demanda.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA