INVESTIMENTOS

Atrio Hotéis comemora crescimento e novos investimentos

Divulgação
Empreendimentos estão sendo convertidos em Ibis a partir de investimentos
Empreendimentos estão sendo convertidos em Ibis a partir de investimentos
A Atrio Hotéis está comemorando sua boa performance e, por isso, está realizando significativas apostas. A administradora anunciou julho como o melhor mês de sua história e confirma investimentos de R$ 100 milhões até o final do ano, com a abertura de cinco hotéis no segundo semestre, incluindo o Novotel Curitiba Batel, previsto para ser inaugurado em um mês na capital paranaense.

Entre os meses de janeiro e junho, a empresa registrou um crescimento de mais de 20% na ocupação, considerando a base de hotéis em operação nos anos de 2017 e 2018, subindo dos 50% registrados no ano passado para 61% neste ano. Considerando a inclusão de novos hotéis, o crescimento foi de 13%. “Vivemos um 2017 de muita instabilidade. Foi um ano que performou melhor no último trimestre", avalia Paulo Roberto Caputo, presidente da empresa.

O bom desempenho da empresa nos primeiros seis meses do ano, com empreendimentos sendo convertidos em Ibis Styles a partir de investimentos de R$ 10 milhões em retrofit, leva a empresa a projetar alavancamento do seu faturamento para este ano. “Nossa meta comercial é chegar a R$ 300 milhões este ano. Por mais que pareça ousado, é totalmente possível, especialmente para quem triplicou de tamanho nos últimos três anos”, pontua.

Uma das estratégias de crescimento da Átrio está na inauguração de empreendimentos novos e na conversão de hotéis, considerando grandes capitais e cidades secundárias de todo o Brasil. Até o final deste ano, o portfólio contará com Ibis Itatiba, no interior de São Paulo, e o Ibis Carlos Barbosa, no Rio Grande do Sul. Até 2020, já estão confirmados outros oito hotéis em Itajaí, Criciúma e Joinville (SC), Ponta Grossa (PR), Farroupilha, Santa Maria e Santa Cruz do Sul (RS) e Vinhedo (SP).

Além do crescimento no mercado brasileiro, a Atrio Hotéis está estudando a possibilidade de internacionalização para a América do Sul, com viabilidade econômica no Chile, Uruguai e no Paraguai.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA