Cotas do Hard Rock de Fortaleza estarão à venda no 2º semestre | Investimentos | PANROTAS
INVESTIMENTOS

Cotas do Hard Rock de Fortaleza estarão à venda no 2º semestre

Com lançamento previsto para 2020, o empreendimento do Hard Rock Hotel em Fortaleza adotou um método pouco comum no Brasil para viabilizar as suas operações. A ideia é vender frações dos imóveis, de modo que cada interessado poderá adquirir cotas, com valores médios entre R$ 63 mil a R$ 320 mil, que permitirão dias para uso, além da possibilidade de transitar entre as demais unidades da rede ao redor do mundo. As vendas serão iniciadas ainda neste semestre.
Divulgação / VCI
Na Praia da Lagoinha, empreendimento deve ser inaugurado em 2020
Na Praia da Lagoinha, empreendimento deve ser inaugurado em 2020
O Hard Rock Hotel Fortaleza terá 227 quartos e 174 unidades residenciais. Localizado a cerca de 90 quilômetros de Fortaleza, na Praia da Lagoinha, município de Paraipaba, o empreendimento trará as experiências características dos hotéis da marca, como spa, bar no lobby, academia e uma Rock Shop. Para os amantes do rock and roll, será construída uma praça inspirada no Festival de Woodstock.

Quatro piscinas, cinco restaurantes e uma área para prática de esportes radicais e náuticos serão outros diferenciais. O hotel apresentará ainda estrutura para o segmento corporativo. Serão 1.322 metros quadrados de espaço destinado a reuniões e haverá um heliponto no local.

PROPRIEDADE COMPARTILHADA
"Como o Hard Rock Hotel Fortaleza foi desenvolvido e direcionado para esse sistema, toda a documentação, regras de condomínio, sistema hoteleiro e escrituras no cartório foram feitas sob medida e dentro da legislação. É um ativo imobiliário que pode ser revendido individualmente a qualquer momento", afirma o CEO da Venture Capital Investimentos, Samuel Sicchierolli, empresa responsável pela incorporação do projeto.

As vendas ocorrem em dois sistemas: frações individuais, que englobam duas semanas de uso para cada proprietário; ou frações para grupos de oito a 12 pessoas, que fecham uma unidade por todo o ano, de modo com que cada uma pagará apenas o período de semanas em que usufruirá da instalação hoteleira.

"Os donos também se beneficiam com a divisão dos custos de manutenção e impostos", explica Sicchierolli. "A principal vantagem deste tipo de empreendimento fracionado é a flexibilização do uso e a possibilidade de trocar de destino, pois o Hard Rock Hotel faz parte de um programa em que é possível intercambiar semanas com diversas residências de luxo e em mais de 130 destinos no mundo todo."

A propriedade compartilhada tem escrituras individuais para cada proprietário e todo o processo é auditado e aprovado pela Comissão de Valores Mobiliários. De acordo com a VCI, o empresário poderá vender suas cotas diretamente para terceiros sem dificuldades e a gestão e manutenção do hotel fica a cargo pela própria Hard Rock EUA, que cobrará dos proprietários uma taxa mensal média de R$ 200.

Para as vendas do Hard Rock Hotel Fortaleza, foi disponibilizada uma linha de crédito direta com a VCI, que permite o parcelamento em até 36 vezes com juros subsidiados e até 72 vezes com juros de mercado.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA