Laura Enchioglo   |   10/07/2024 14:21
Atualizada em 10/07/2024 15:26

Nacional Inn realiza primeiros investimentos no Hotel Jaraguá

Rede assumiu o empreendimento em SP no início de julho e já tem planos para a fachada do prédio e teatro


PANROTAS / Laura Enchioglo
Ricardo Aly, diretor de Marketing, Vendas e Distribuição da Nacional Inn
Ricardo Aly, diretor de Marketing, Vendas e Distribuição da Nacional Inn

A Nacional Inn assumiu recentemente o Hotel Jaraguá, no centro de São Paulo – que operou por cerca de 20 anos sob a bandeira Novotel, da Accor –, e já começou os primeiros investimentos.

Além de adesivagens com a nova marca, a rede foca, em um primeiro momento, na revitalização da fachada, que é tombada pelo patrimônio histórico. A empresa enfatiza que o processo para revitalização não é tão simples e precisa de autorização.

"Quando assumimos esse hotel, sabíamos que estávamos assumindo uma obra de arte, e quando temos uma obra de arte no portfólio, é necessário cuidado, tanto externo como interno"

Ricardo Aly, diretor de Marketing, Vendas e Distribuição da Nacional Inn

Ele reforçou que este será o principal investimento da rede, neste início, mas que demanda burocracias e empresas especializadas por se tratar de um patrimônio. Além disso, a Nacional Inn pretende trazer de volta peças teatrais ao Teatro Jaraguá, que não recebe montagens há alguns anos. A nova reforma será feita a curto e médio prazo.

Ricardo entende que o nome e a imagem do Jaraguá já estão construídas, afinal o hotel tem 70 anos de história e é o mais antigo da cidade de São Paulo em funcionamento. A ideia é mesclar essa história com as características da rede.

"A Nacional Inn tem um sistema padronizado. Entramos no hotel com duas vertentes, em revitalizar espaços e dar a nossa cara aos produtos. Depois, a área de Marketing, Vendas e Distribuição faz toda a inserção do produto nos canais, integração com trade, clientes finais e a própria imprensa", disse o diretor.

Segundo ele, são etapas que vão sendo realizadas para posicionar o produto. "Quando assumimos uma propriedade como o Jaraguá, que é um produto icônico, a imagem sobre ele já está construída, o que nos facilita na implementação da nossa cultura e na continuidade do atendimento", complementou Aly.

Como a Nacional Inn pretende vender o produto?

PANROTAS / Laura Enchioglo
Empreendimento tem um grande foco no corporativo, mas recebe públicos diversos
Empreendimento tem um grande foco no corporativo, mas recebe públicos diversos

Localização, história, cultura, eventos, lazer. Tudo isso compõe o hotel Jaraguá e são pontos essenciais na venda deste novo produto da Nacional Inn, como explicou Aly.

Hoje, segundo o executivo, o empreendimento tem um grande foco no corporativo, mas recebe públicos diversos. Por isso, será importante o foco 360° no hotel, que possui 415 quartos, 25 salas para eventos e um teatro.

"Esse hotel é muito forte no corporativo, apesar de também transitar bem pelo lazer. Tem público jovem e hóspedes mais velhos. Tem nacional e internacional. Ou seja, é um produto que consegue encaixar como uma luva em todos os segmentos de públicos", destacou Ricardo.

Isso se dá por vários fatores e a localização, por exemplo, é uma delas. Por estar no centro de São Paulo, o Jaraguá recebe tanto turistas de feiras e convenções como a lazer.

"Nos eventos ele se posiciona muito bem dentro dos principais players da cidade. Na questão de logística, está no centro de São Paulo, o que facilita a locomoção, com fácil acesso a metrôs e às principais avenidas. O acesso para Guarulhos, Congonhas e rodoviárias também é bom. O hotel tem uma grande procura quando há convenções e feiras na cidade, mas funciona muito bem também para grupos, individual e afins"

Ricardo Aly, diretor de Marketing, Vendas e Distribuição da Nacional Inn

Por isso, a Nacional Inn não terá um foco de público para as vendas, e pretende uma distribuição geral do hotel. Isso conversa muito com o que a rede entende por distribuição, conforme explica Aly: "Não existe fórmula do bolo da distribuição, o que existe é a tendência do on-line cada vez mais forte. Abrir mais as prateleiras e não ficar muito nichado, então trabalhamos com operadoras, OTAs, travel techs, TMCs...", complementou.

História do Hotel Jaraguá

O Hotel Jaraguá foi inaugurado em 1954, como parte das comemorações do quarto Centenário da cidade de São Paulo. A princípio, o edifício funcionava como sede do jornal O Estado de São Paulo e da rádio Eldorado, além de ser hotel (cada um, inclusive, com sua entrada independente).

Por sua localização, reinou quase absoluto até os anos 1970, recebendo grandes personalidades mundiais e também brasileiras, como a Rainha Elizabeth, Robert Kennedy, Ella Fitzgerald, Juscelino Kubitschek e outros.

PANROTAS / Laura Enchioglo
Hotel Jaraguá expõe em seu lobby as personalidades que já passaram pelo prédio
Hotel Jaraguá expõe em seu lobby as personalidades que já passaram pelo prédio

Após ser administrado pela rede Horsa, no início dos anos 1980, o hotel foi vendido à outra rede que o desativou em 1998. No mesmo ano, a empresa Sol Invest adquiriu o edifício e o modernizou, sendo reinaugurado em 2004, como parte do portfólio da Holiday Inn.

Foi nesta revitalização que um outro prédio foi anexado para a implementação das salas de eventos e do Teatro Jaraguá. Depois, entre 2005 e 2006, passou para a bandeira da Accor, como Novotel.

Visita guiada no Hotel Jaraguá

O Portal PANROTAS foi convidado para realizar uma visita guiada ao Hotel Jaraguá. O serviço é feito para hóspedes, mas também aberto ao público, no valor de R$ 50. Acontece das 17h às 18h diariamente, passando por obras de arte do prédio e terminando no rooftop, que abriga o relógio do Hotel Jaraguá.

O produto é recente, já que teve início há apenas três meses. A ideia do Nacional Inn é dar continuidade e investimento à iniciativa do staff do hotel.

Veja abaixo algumas fotos do Hotel Jaraguá, agora sob a gestão da Nacional Inn:

Tópicos relacionados