Leading fecha escritório no Brasil, mas atuação 'segue idêntica' | Mercado | PANROTAS
MERCADO

Leading fecha escritório no Brasil, mas atuação 'segue idêntica'


Rodrigo Vieira
João Annibale, diretor da Leading no Brasil
João Annibale, diretor da Leading no Brasil
O escritório da The Leading Hotels of the World no Brasil fechou neste ano, mas sua atuação segue praticamente idêntica no País, com o mesmo calendário, os mesmos telefones e as mesmas equipes de Vendas e Marketing. Altera-se apenas a central de reservas. É o que garante o diretor da coleção de hotéis de luxo para o mercado brasileiro, João Annibale, que ao Portal PANROTAS esclareceu os boatos de despedida da empresa.

"A Leading não está deixando nem pretende jamais deixar o Brasil. Continuamos firmes e fortes. O que houve, no entanto, foi uma mudança na forma que as reservas são feitas aqui", garante Annibale. "O mercado do mundo todo era atendido por duas centrais Leading, uma em Orlando e outra em Frankfurt. A América Latina, que era a única exceção, agora se alinha com a realidade internacional da Leading, e os brasileiros são atendidos pela central de reservas de Orlando", completa.

Por mais que esteja geograficamente mais distante, a central de reservas continua com atendimento em português, mesmas condições de negócio e profissionais capacitados a atender as especificidades do trade brasileiro, assegura Annibale. "Contratamos brasileiros residentes em Orlando e estamos dando treinamentos constantes sobre a empresa e seus métodos. Não perdemos o mínimo de qualidade na central de reservas. Como o cliente paga o hotel, nada muda a respeito da mudança de atendimento."

Além de João Annibale, a Leading mantém, em nível nacional, a diretora de Relações com Hotéis, Raquel Francesquini, a diretora de Marketing e PR, Sheila Mueller, o diretor sênior de Vendas, Francesco Ferraro, o diretor de Vendas dos Associados, George Chiminazzo, e a diretora de Vendas Corporativas, Giovana Mikelaitis. Todos eles mantêm modelo home office, o que não há de alterar a rotina da Leading no País. "No home office vamos aumentar o número de atividades, de visitas de vendas, famturs e eventos. Devemos estar mais próximos dos clientes principalmente agora", acredita o executivo. "Não fazia sentido manter um escritório de 250 metros quadrados em plena avenida paulista sem a central de reservas", conclui o profissional, cujo calendário anual se divide em sete meses em São Paulo, quatro em Miami e um viajando.

A Leading tem dois grandes eventos no Brasil. Um showcase em abril, em que cinco cidades são visitadas pela equipe, além do Leading Week, geralmente em outubro, que são eventos menores, com um aprofundamento menor.

TELEFONES
Agentes de viagens da Grande São Paulo alcançam a central de reserva Leading pelo (11) 31714000. Demais localidades: 0800 014 1819.

HOTÉIS LEADING NO BRASIL
Dos mais de 400 hotéis que a Leading em 80 países, nove são no Brasil: Ponta dos Ganchos (SC), Emiliano Rio (RJ), Emiliano São Paulo (SP), Palácio Tangará (SP), Tivoli Moffarej (SP), Fasano São Paulo (SP), Fasano Boa Vista (SP), Fasano Rio de Janeiro (RJ) e Fasano Angra (RJ).

OS PREFERIDOS
Além das unidades nacionais, os hotéis Leading preferidos dos hóspedes brasileiros ficam na Itália, com destaque à Costa Amalfitana e Puglia. Destinos que valem a pena ser mencionados pelo crescimento vertiginoso nas últimas temporadas são Portugal, Grécia e Israel.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA