Hotelaria baiana tem ocupação média de 62% em 2018

|

Divulgação/ Governo da Bahia
Ponta de Santo Antônio, em Salvador
Ponta de Santo Antônio, em Salvador
A rede hoteleira da Bahia vem tendo um 2018 de melhora. Segundo dados da sede baiana da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA), a indústria no Estado opera no ano com crescimento em ocupação média e revpar.

De janeiro a novembro de 2018, a hotelaria na Bahia teve média de 61,93% em taxa de ocupação, aumento de 5,84 pontos percentuais em relação aos 56,09% marcados no mesmo período de 2017. Com diária média estável, em R$ 226,51, o revpar também cresceu (10,54%), subindo de R$ 126,92 para R$ 140,29.

“Estes indicadores reforçam que o trabalho intensivo ABIH-BA em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo em divulgar o Destino Salvador, no Brasil e em diversos países da América Latina tem dado resultados positivos”, destaca o presidente da entidade, Glicério Lemos.

O acúmulo de feriados em novembro, explica Lemos, foi um dos fatores pela alta de ocupação no mês. O setor hoteleiro esteve, em média, 68,10% ocupado, com diária média em R$ 220, 26 e revpar de R$ 150. Datas como Finados e Proclamação da República “estimularam o crescimento da taxa de ocupação. Em ambos os feriados tivemos uma média de taxa de ocupação em torno de 92,5% impulsionando a economia local”, completa.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA