Louvre Hotels Group se associa à Câmara LGBT

|


Divulgação
Promover o respeito, a inclusão e a amabilidade estão entre os objetivos da parceria
Promover o respeito, a inclusão e a amabilidade estão entre os objetivos da parceria
A rede Louvre Hotels Group – Brazil acaba de se associar à Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil. O objetivo do grupo é "sensibilizar colaboradores sobre a temática LGBTI+ e prepará-los para ampliar o atendimento de excelência das particularidades desse público", reforçando valores essenciais, como respeito, inclusão e amabilidade. Cerca de 80 colaboradores participaram do workshop promovido pela rede, na primeira semana de fevereiro, para capacitação, instrução e preparação para um atendimento focado no público LGBTI+.

“O respeito à diversidade já era um dos valores da rede e já havia essa conscientização dos nossos colaboradores, mas a associação à Câmara LGBT e o workshop são os primeiros passos rumo à excelência que queremos atingir nesse atendimento, respeitando a diversidade e as particularidades pertinentes desse público”, explica o CEO da rede Louvre Hotels Group – Brazil, Paulo Michel.

Para o presidente da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, Ricardo Gomes, a associação da rede Louvre Hotels Group – Brazil destaca o olhar do Turismo brasileiro para maiores investimentos na capacitação de alto padrão demandada pelo público LGBTQ+.

"Apesar do enorme potencial do mercado brasileiro para o Turismo LGBTI+, ainda precisamos seguir avançando para o desenvolvimento desse segmento. A chegada de novos associados mostra que, de uma maneira geral, já se observa a importância de investir na aproximação com esse público por meio de um serviço mais inclusivo e diverso. Inclusive, neste momento em que as viagens estão em patamares baixos, é propício para preparar empresas e destinos para que estejam prontos para atender o turista LGBTI+, com respeito e qualidade. Este é o trabalho que a Câmara desenvolve, por meio de sensibilização, treinamento e na busca da promoção de negócios que envolvam a comunidade LGBTI+”, diz Gomes.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA