EVENTOS

Com boas reuniões em Madri, Matcher amplia perspectivas para edição 2020

|


Jeanine Pires e Leonardo Fortes, com o diretor de Vendas da Air Europa, Saúl Herrero Crespo
Jeanine Pires e Leonardo Fortes, com o diretor de Vendas da Air Europa, Saúl Herrero Crespo

MADRI – Reuniões proveitosas com as grandes operadoras espanholas, com as bases locais de empresas aéreas, com diversos destinos e fornecedores brasileiros e, também, com secretários de Turismo de estados, que já pleiteiam a oportunidade de receber o evento. Esse foi o saldo bastante positivo da participação do Matcher na Fitur. O evento, marcado para os dias 19 e 20 de maio, em Fortaleza, no Ceará, conecta atrações e destinos brasileiros com compradores internacionais.

“Nosso objetivo na Fitur foi mais do que cumprido”, celebra Jeanine Pires, uma das sócias do Matcher, ao lado de Guillermo Alcorta e Ana Donato. Segundo ela, sua finalidade ao ir à Espanha era, principalmente, conseguir apresentar, explicar e convidar as grandes operadoras espanholas para o evento. Mas foi muito além disso. “A receptividade foi ótima, as operadoras veem no Matcher uma oportunidade para ampliar mercados e, também, aumentar sua participação no receptivo brasileiro”, afirma. “Conversamos com todas as grandes espanholas”, resume Jeanine. Entre elas estão, por exemplo, a Tui, a Ávoris, a Juliá e a Tourmundial, para citar algumas.

Uma delas, contou a executiva, disse que o receptivo do Brasil hoje só representa 1% de seu faturamento, mas vê no evento justamente a oportunidade de crescer além dessa fatia. A agenda durante a Fitur também foi intensa por conta das reuniões com empresas aéreas. Entre as companhias que seu reuniram com o time Matcher nessa passagem pela Espanha estão a Air Europa, a Tap e a Air France.

“As aéreas são estratégicas porque, além de trazer nossos convidados, conhecem muito bem os seus mercados e nos ajudam a encontrar e a convidar os operadores mais estratégicos”, conta Jeanine.

As três companhias, Tap, Air Europa e Air France, serão parceiras do Matcher nesta segunda edição e levarão operadores de toda a Europa, não apenas de suas bases originais. “O Matcher é também uma oportunidade de conhecimento para as empresas aéreas, mais acostumadas a trabalhar no Brasil com o público corporativo, mas que tem no Nordeste uma predominância do segmento de lazer”, conta Jeanine, que fez as reuniões na Fitur ao lado de Leonardo Ferrazzo Fortes, da equipe do Matcher em São Paulo.


Jeanine Pires e Leonardo Fortes em reunião com o diretor de Expansão Internacional da Ávoris, Johan Tyren
Jeanine Pires e Leonardo Fortes em reunião com o diretor de Expansão Internacional da Ávoris, Johan Tyren

DESAPARECENDO

Uma coisa em comum entre as operadoras e aéreas é a constatação de que o Brasil, do ponto de vista de promoção, está desaparecendo do mercado internacional. Nesse contexto, o Matcher acaba significando, ao lado de iniciativas de estados e produtos, uma grande oportunidade para fornecedores brasileiros se promoverem para o mundo e, ao mesmo tempo, para operadores internacionais ampliarem negócios e participação de mercado no Brasil. “O Matcher vai se consolidando como uma plataforma que une o Brasil e o mercado internacional”, conta Jeanine, bastante acostumada ao tema promoção internacional, já que presidiu a Embratur.

Outro destaque da agenda de Jeanine e Leonardo Fortes foram as reuniões com secretários de Turismo dos Estados. No ano passado, o Matcher recebeu 17 destinos, esse ano terá mais, acredita Jeanine. “Já temos três estados interessados em receber a edição 2021 do Matcher e isso é saudável tanto para os destinos quanto para os operadores internacionais participantes, que aproveitam para realizar pós-tours e conhecer melhor os destinos e suas possibilidades.

“A Fitur é o prenúncio de um Matcher ainda melhor esse ano, estamos animados e trabalhando muito para isso”, conclui Jeanine. Saiba mais em www.travelmatcher.com.br.

O PANROTAS viaja a convite da Fitur e é o media partner brasileiro do evento
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA